fbpx

GUIA DE ESTUDOS

Filosófico

MÓDULO 01

Israel e a Revelação:

A sabedoria bíblica como fronteira da filosofia

O que é a sabedoria e onde encontrá-la? Qualquer compreensão da Filosofia, por mais básica que seja, precisará responder essas questões. No entanto, quando optamos começar a responder tais perguntas a partir dos esforços filosóficos dos gregos já nos comprometemos com pressupostos que excluem uma longa e rica tradição importante para a formação intelectual da Igreja — a sabedoria hebraica. 

No fenômeno sapiencial em Israel temos condições de entender não só as condições de emergência dos livros bíblicos de sabedoria (Jó, Provérbios, Eclesiastes, Cantares e Lamentações), como também toda uma forma alternativa de experimentar a sabedoria e de buscar ser sábio — que encontrará no Senhor Jesus seu maior paradigma. 

Nesse sentido, ocupar-se com a sabedoria hebraica e com a figura do sábio em Israel torna-se incontornável a todos aqueles que procuram reconstruir as raízes intelectuais de uma prática filosófica submissa ao senhorio do Messias. O curso O Sábio e a Sabedoria em Israel percorrerá leituras, aulas e discussões sobre os temas que tocam a formação desse ambiente sapiencial ao redor de Israel — nos milenares reinos do Egito, da Babilônia e da Mesopotâmia —, as características específicas que são próprias ao povo hebreu e, por fim, como eles preparam o caminho para o advento de Jesus, a sabedoria de Deus.

  1. Leitura principal:
    Sabedoria e sábios em Israel - José Vílchez Líndez
    (Edições Loyola)

  2. Leitura alternativa:
    O que é a sabedoria? - Stéphanie Anthonioz.
    (Edições Loyola)

  1. Old Testament Wisdom Literature - Craig G. Bartholomew e Ryan P. O’ Dowd
    (IVP Academic)

     

  2. Biblical Knowing - Dru Johnson
    (Cascade Books)

     

  3. Wisdom in Israel - Gerhard von Rad
    (Bloomsbury)

     

  4. A Escola do Messias - Igor Miguel
    (Thomas Nelson Brasil)

     

  5. O Pensamento do Antigo Oriente Próximo e o Antigo Testamento - John H. Walton
    (Edições Vida Nova)

     

  6. The Christ of Wisdom - O. Palmer Robertson
    (P&R Publishing)

     

  7. A diferença entre o Gênio e o apóstolo - Søren Kierkegaard
    (Edições 70)

Guia de Estudos

Assista, ouça e leia cada uma das referências abaixo na sequência em que são apresentadas. Elas estão organizadas em relação à ordem das aulas disponíveis nos Programas de Tutoria e no Loop.

  1. Leia: Teologia Bíblica: a Escritura não é o nosso cachorro - Dru Johnson
    https://bit.ly/3n25onR

     

  2. Assista: Os cristãos e a filosofia do Antigo Testamento
    https://bit.ly/3Jrzaf5

  3. Leia: The Hebrew and Philosophy of Religion - Dru Johnson
    https://bit.ly/3Hm666O

  1. Leia: Yoram Hazony: Como a Bíblia supera a dicotomia razão-revelação - Rabbi Rafi Eis
    https://bit.ly/3HqnFD3

     

  2. Leia: O interesse de Calvino pela literatura sapiencial - Daniel Santos
    https://bit.ly/3pzZLPa

     

  3. Assista: A importância de Israel - Luiz Sayão
    https://bit.ly/3HlKgk4

  1. Leia: Respondendo à Rainha de Sabá - Daniel Santos
    https://bit.ly/316WFsy

     

  2. Assista: O que é o Antigo Oriente Próximo? - John Walton
    https://bit.ly/33W5Wok

     

  3. Assista: Como a Bíblia representa a relação entre Israel e os gentios? - Luiz Sayão
    https://bit.ly/3sHLH88

     

  4. Ouça: Os outros da Bíblia
    https://bit.ly/3mFfr1I

     

  5. Ouça: Egito
    https://bit.ly/32xkHxC

     

  6. Ouça: Canaã
    https://bit.ly/3qQBRi3

     

  7. Ouça: Os outros entre nós
    https://bit.ly/3sFZqwl

     

  8. Assista: O mundo perdido de Gênesis - Dr. John Walton
    https://bit.ly/3mG1a58

     

  9. Leia: Elementos Propínquos e Distintivos da Literatura Sapiencial
    https://bit.ly/3eA4VnW

     

  10. Leia: O Rei como juiz de pobres, órfãos e viúvas - Valmor da Silva
    https://bit.ly/3Jr1YVe

     

  11. Leia: Sabedoria na Bíblia hebraica - Felipe Silva Carmo
    https://bit.ly/3mGpQKD

  1. Ouça: A teologia do pacto
    https://bit.ly/3sIsaVq

     

  2. Ouça: Aqueles da Bíblia
    https://bit.ly/3z6oM7I

     

  3. Ouça: A formação da Bíblia hebraica
    https://bit.ly/3FDU60a

     

  4. Ouça: Aqueles entre os outros
    https://bit.ly/347LtNB

     

  5. Ouça: De migrantes a escravos
    https://bit.ly/3pAcDos

     

  6. Ouça: Os Anarquistas
    https://bit.ly/3EG19Ea

     

  7. Ouça: Os Monarquistas
    https://bit.ly/3HlJhjG

     

  8. Assista: Como pregar na literatura de sabedoria do AT?
    https://bit.ly/3FBYGvO

     

  9. Leia: A teologia de Deus e o genocídio cananeu – Walter Kaiser Jr.
    https://bit.ly/3JppoKy

     

  10. Leia: Mischlei e Mediação Educacional – Igor Miguel
    https://bit.ly/3qzUV3D

  1. Leia: Sabedoria: científica, bíblica e outras – Dru Johnson
    https://bit.ly/3sLEXpU

     

  2. Leia: A escola do Messias: conhecimento e sabedoria cristãs – Igor Miguel
    https://bit.ly/3FFjt1t

     

  3. Assista: A Escola do Messias
    https://bit.ly/3EyQnQ5

     

  4. Leia: The Quest for Wisdom - Vern Poythress
    https://bit.ly/32JbcuW

     

  5. Leia: The Wisdom of God - Daniel J. Ebert
    https://bit.ly/3EEPbuB

  1. Leia: Lidando com as questões exegéticas referentes ao livro de Jó – Daniel Santos
    https://bit.ly/3JqG30h

     

  2. Assista: Jó - Parte 1 - Daniel Santos
    https://bit.ly/3qANw46

     

  3. Assista: Jó - Parte 2 - Daniel Santos
    https://bit.ly/32Mk1nC

     

  4. Assista: Onde Está a Sabedoria? (Jó 28.1-28) - Daniel Santos
    https://bit.ly/3EEPHc1

  1. Leia: A proposta pegadógica de Provérbios 22:6 – Daniel Santos
    https://bit.ly/3FCuDnR

     

  2. Assista: Provérbios - Daniel Santos
    https://bit.ly/32FmekW

     

  3. Leia: O princípio ético de Provérbios – Daniel Santos
    https://bit.ly/318qGZ7

     

  4. Ouça: A Escola do Messias
    https://bit.ly/3EAQH0U

     

  5. Leia: Knowledge by Ritual – Dru Johnson
    https://bit.ly/3JkUFON

  1. Assista: Eclesiastes - Daniel Santos Jr.
    https://bit.ly/3qqTZyE

     

  2. Ouça: Os Separatistas
    https://bit.ly/3FHMJVu

     

  3. Ouça: Os Exilados
    https://bit.ly/3zaFXF7

     

  4. Ouça: Império Persa
    https://bit.ly/3468LU2

     

  5. Ouça: Os Gregos
    https://bit.ly/318r9KR

     

  6. Ouça: Os Revolucionários
    https://bit.ly/3sIa1Xt

     

  7. Ouça: A Revolução dos Macabeus
    https://bit.ly/3pAZOtY

     

  8. Ouça: Os Romanos
    https://bit.ly/3Jold1v

     

  9. Leia: Solomon’s wisdom and the law of God – David Koyzis
    https://bit.ly/3qvrNe1

  1. Leia: Jesus, o filósofo – Jonathan Pennington
    https://bit.ly/3FEuHU8

     

  2. Ouça: Paulo e os outros
    https://bit.ly/3FDXzfc

     

  3. Assista: O Assombro dos filósofos - Jonas Madureira
    https://bit.ly/3z5VPsC

     

  4. Assista: Jesus, Nietzsche e Dostoiévski - Jonas Madureira
    https://bit.ly/32DktVA

     

  5. Leia: O rosto filosófico de Paulo – Pedro Dulci
    https://bit.ly/32rqCV6

     

  6. Leia: Diálogo e antítese no uso do messianismo paulino pela filosofia de Giorgio Agamben – Pedro Dulci
    https://bit.ly/32MbdhB

  1. Leia: Conhecer Jesus Significa Conhecer o Antigo Testamento – Michael LeFebvre
    https://bit.ly/3pzXZgT

     

  2. Escute: Filosofia Bíblica
    https://bit.ly/32JtmN2

     

  3. Leia: Biblical Theology: Tracing Philosophy across Biblical Texts – Dru Johnson
    https://bit.ly/3pBscfL

MÓDULO 02

História da Filosofia Antiga:

Estudo histórico de um período pagão

É difícil exagerar a importância dos primórdios da filosofia grega para a formação da fisionomia intelectual de todo o Ocidente. Quando filósofos posteriores, como Friedrich Nietzsche, acusam a cristandade de platonismo para o povo, são os discípulos do crucificado que têm o ônus de provar o contrário. Isso significa entender as origens, as questões, os protagonistas e os interlocutores da filosofia, não só de Platão, mas de que o antecedeu e o sucedeu. 

 

Para além desse hercúleo desafio filosófico, um estudo histórico de um período que é chamado por nós de “pagão” já carrega consigo uma avaliação confessional. Ele será a cada momento decisivo enxergado à luz do anúncio do Evangelho e do diálogo com a fé cristã. Com isso, não pretendemos comprometer os dados históricos, nem privilegiar fontes de nossa orientação religiosa — conforme pode ser visto em nossa curadoria de conteúdo. Como também, não acreditamos em nenhuma neutralidade investigativa por parte dos leitores. Ficamos equidistantes de qualquer dogmatismo ingênuo que facilmente pode surgir nas investigações filosóficas. 

Acreditamos que será justamente isso que fará nossa trajetória histórica uma verdadeira aventura pela Filosofia na antiguidade grega!

  1. Filosofia: Antiguidade e Idade Média - Giovanni Reale e Dario Antiseri (Editora Paulus)
    Páginas 11-384 

     

  2. Uma nova história da Filosofia ocidental (Vol. 1) - Anthony Kenny (Edições Loyola)
    Páginas 25-141, 333-335 e 356-362

     

  3. História da Filosofia Ocidental: Livro 1 (A Filosofia Antiga) - Bertrand Russell (Editora Nova Fronteira)
    Páginas 25-363

     

  4. História do Pensamento Ocidental - Bertrand Russell (Editora Nova Fronteira)
    Páginas 13-191

  1. Aristóteles. Metafísica (Loyola).

  2. Arthur Schopenhauer. O mundo como vontade de representação. (UNESP)

  3. C. Stephen Evans. A History of Western Philosophy (IVP)

  4. Donald R. Morrison. Prefácio a obra Sócrates (Cambridge Companion).

  5. Edmund Husserl. A Crise da humanidade europeia e a Filosofia (EdiPUCRS)

  6. Edward Hussey. Heráclito (Cambridge Companion)

  7. Eric Voegelin. O mundo da Polis (Loyola)

  8. Eric Voegelin. Platão e Aristóteles (Loyola)

  9. Friedrich Nietzsche. Fragments posthumes (paper).

  10. Friedrich Nietzsche. A Filosofia na era trágica dos grego (Edições 70)

  11. Friedrich Nietzsche. Além de Bem e Mal. (Companhia das Letras).

  12. Gilles Deleuze. Diferença e Repetição (Editora Paz e Terra)

  13. Gordon Clark. De Tales a Dewey (Cultura Cristã).

  14. Herman Dooyeweerd. No Crepúsculo do Pensamento Ocidental (Cultura Cristã).

  15. Herman Dooyeweerd. Raízes da Cultura Ocidental (Cultura Cristã).

  16. Jonathan Barnes. Introdução (Cambridge Companion)

  17. John M. Frame. A History Western of Philosophy and Theology. (P&R)

  18. Keimpe Algra. Os Princípios da Cosmologia (Cambridge Companion)

  19. Mark A. Noll. Momentos Decivos da História do Cristianismo (Cultura Cristã)

  20. Martin Heidegger. Discurso do Reitorado (Editora Piaget)

  21. Martha Nussbaum. A Fragilidade da bondade. (WMF Martins)

  22. Paul Ricoeur. Filosofia e Profetismo I (Edições Loyola)

  23. Paul Ricoeur. Filosofia e Profetismo II (Edições Loyola)

  24. Pierre Aubenque. A Prudência em Aristóteles (Paulus)

  25. Pierre Hadot. Elogio a Sócrates (Edições Loyola).

  26. Pierre Hadot. O que é a Filosofia Antiga (Edições Loyola).

  27. Platão. Protágoras (EdUFPA)

  28. Wolfhart Pannenberg. Filosofia e Teologia (Paulus)

Guia de Estudos

Assista, ouça e leia cada uma das referências abaixo na sequência em que são apresentadas. Elas estão organizadas em relação à ordem das aulas disponíveis nos Programas de Tutoria e no Loop.

  1. Leia: Resenha: No crepúsculo do pensamento ocidental

    https://bit.ly/3gyWVEE

     

  2. Leia: Os motivos básicos antitéticos: Da tragédia grega ao teodrama
    https://bit.ly/3osur48

     

  3. Leia: Introdução à história da filosofia

    https://bit.ly/2ZXJDtL

     

  4. Para aprofundar-se: Dooyeweerd’s theory of religious ground motives
    https://bit.ly/34iKOcH

     

  5. Para aprofundar-se: Ground-Motive
    https://bit.ly/3ovUnvC

  1. Assista: É correto afirmar que os pré-socráticos especialmente Parmênides e Heráclito eram imanentistas?
    https://youtu.be/SnCl_VtNVgY

     

  2. Leia: O nascimento da filosofia
    https://bit.ly/3kxBQKU

     

  3. Leia: Introdução à “filosofia pré-socrática”
    https://bit.ly/3J7jI6U

     

  4. Para aprofundar-se: Alexandre D’Aphrodise et les presocratiques
    https://bit.ly/3B3mWpf

  1. Assista: É possível identificar um tipo de proto-filosofia na literatura sapiencial hebraica
    https://youtu.be/evGo0EW9Yrw

     

  2. Leia: Nietzsche – “La Naissance de la Philosophie” – 1938
    https://bit.ly/3rA0Nfg

     

  3. Leia: Nietzsche e a filosofia na era trágica dos gregos
    https://bit.ly/3GD0AvU

     

  4. Leia: Entre Jesus e Sócrates, o Deus que se faz nada
    https://bit.ly/3GDHGF3

     

  5. Leia: Há Filosofia antes dos gregos?
    https://bit.ly/3so5Zlt

     

  6. Leia: Os gregos não inventaram a filosofia
    https://bit.ly/3LeafN5

     

  7. Para aprofundar-se: Impactos da teologia no pensamento de Paul Ricoeur
    https://bit.ly/3uwaBbT

  1. Leia: Os Milésios e a Tradição Antiga
    https://bit.ly/3GxO0hE

     

  2. Leia: O pensamento político dos filósofos milésios
    https://bit.ly/3GwoTeX

     

  3. Leia: A conjunção entre phýsis e geometria na gênese da ciência
    https://bit.ly/3ovhu9D

     

  4. Para aprofundar-se: A Instauração da Filosofia e da Ciência por Tales de Mileto
    https://bit.ly/3spsXZy

  1. Leia: Pitágoras: todas as coisas são números
    https://bit.ly/3oy1yU1

     

  2. Leia: A importância dos números na escola pitagórica
    https://bit.ly/3or4SAn

     

  3. Leia: Pitágoras e os caminhos da alma
    https://bit.ly/3J9as27

     

  4. Leia: O pitagorismo como categoria historiográfica
    https://bit.ly/3oy1OlX

     

  5. Para aprofundar-se: Tudo é número no pitagorismo antigo?
    https://bit.ly/3Jrbkj1 

  1. Assista: Os gregos já pensavam no Logos em termos pessoais ou essa é uma novidade do evangelista João?
    https://youtu.be/f89HakLmdEg

     

  2. Leia: Heráclito de Éfeso, filósofo do Lógos
    https://bit.ly/3osBbyY

     

  3. Leia: A lição de Heráclito
    https://bit.ly/3osBkT2

     

  4. Leia: Natureza dos deuses e divindade da natureza
    https://bit.ly/34L4WnG

  1. Leia: Parmênides e Heráclito: diferença e sintonia
    https://bit.ly/3Jd4PQm

     

  2. Leia: Parménides como precursor de la dialéctica platónica
    https://bit.ly/3GFFH3q

     

  3. Leia: Presença da Identidade Eleática na Filosofia Grega Clássica
    https://bit.ly/3gzOLMg

     

  4. Para aprofundar-se: Les "opinions des mortels" de Parménide et un éventuel pythagorisme éléatique
    https://bit.ly/3HC8O8P

  1. Assista: Qual a grande herança deixada pela Filosofia Antiga para os cristãos?
    https://youtu.be/HVJtdziQm7c

     

  2. Leia: A verdade é trinitária: ultrapassando os dilemas metafísicos
    https://bit.ly/3J59t36

     

  3. Leia: Considerações sobre a doxa no Livro III da República
    https://bit.ly/339vkak

     

  4. Leia: Mito e Filosofia
    https://bit.ly/337sZN2

     

  5. Para aprofundar-se: Faith and philosophy in the early church
    https://bit.ly/34L5CcI

  1. Leia: Filosofia, retórica e democracia
    https://bit.ly/3JdHRIT

     

  2. Leia: A εἰκαστική no sofista de Platão
    https://bit.ly/337tqqE

     

  3. Leia: Filosofia grega e democracia
    https://bit.ly/3rxUCbx

  1. Leia: Sobre Protágoras e Platão
    https://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/arf/article/view/41007https://bit.ly/35093fG

  2. Para aprofundar-se: Sur Protagoras 351c4-5 Et 352b3-C2
    https://bit.ly/3ovAKUk

  1. Leia: A Vergonha Filosófica contra a Adulação Retórica no Górgias de Platão
    https://bit.ly/3JbAy4I

     

  2. Leia: Retórica versus dialética: divagação a propósito do Górgias de Platão
    https://bit.ly/3LeimJx

     

  3. Leia: A aretê filosófica de Platão sobreposta à do éthos tradicional da cultura grega
    https://bit.ly/3rtW9PH 

  1. Leia: Sobre a dimensão epistemológica da alma em Platão
    https://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/arf/article/view/20538

  2. Leia: Educação, costumes e leis como bases para a promoção das virtudes cívicas no Protágoras e na República
    https://bit.ly/3GA8Mgz

  3. Leia: Como não ler Platão!
    https://bit.ly/3rwRxby

  4. Para aprofundar-se: A Philosophical Solution to the Problem of Socrates
    https://bit.ly/3gwd3Hi

  5. Para aprofundar-se:  Socratic Appetites as Plotinian Reflectors
    https://bit.ly/333pffm

  1. Leia: Paul Was a New and Wiser Socrates (And How We Can Imitate Him)
    https://bit.ly/3B68OM7

     

  2. Leia: Our Noisy Age Needs More Rhetoric, Not Less
    https://bit.ly/3HLSMsY

  1. Leia: Platão e os Pitagóricos
    https://bit.ly/34zXxax

     

  2. Leia: A Natureza da Virtude como Saber em Platão
    https://bit.ly/3Bc3K8P

     

  3. Leia: O Governo do Filósofo
    https://bit.ly/3gLNGkZ

  4. Leia: O Problema da Classificação dos Bens na República de Platão
    https://bit.ly/3GArB3c

     

  5. Leia: Plato and Equality for Women across Social Class
    https://bit.ly/3J7JRTd

  1. Leia: A Segunda Navegação e dialética de Sócrates
    https://bit.ly/34F1dIe

     

  2. Leia: A hipotética linguagem ideal de Platão
    https://bit.ly/332SkHM

     

  3. Leia: Fluxo e Infalibilismo em Teeteto 151-160
    https://bit.ly/3B8x9kq  

     

  4. Leia: Razão e sensação em Teeteto
    https://bit.ly/3rzHNgA

     

  5. Leia: Sobre o escopo cognitivo da aisthēsisno argumento final da primeira parte do Teeteto
    https://bit.ly/34F1qLw

     

  6. Para aprofundar-se: Plato’s unwritten doctrines: a discussion
    https://bit.ly/3GsKaGx

     

  7. Para aprofundar-se: Theuth Versus Thamus: The Esoteric Plato Revisited
    https://bit.ly/3B5kChl

  1. Leia: Do Realismo Moderado ao Realismo Extremo em Platão
    https://bit.ly/3JggLkJ

     

  2. Leia: Principais influências na ontologia platônica dos diálogos intermediários
    https://bit.ly/3GyZh0X

     

  3. Leia: Platão e a definição tradicional de conhecimento
    https://bit.ly/3HzGGU1

     

  4. Para aprofundar-se: Before and After Philosophy takes Possession of the Soul: The Ascetic and the Platonic Interpretation
    https://bit.ly/3JeBBkr

     

  5. Para aprofundar-se: Du pastorat divin au gouvernement humain: Sur la genèse et les limites de la politique dans le Politique de Platon
    https://bit.ly/3uFwrJU

  1. Leia: A figura de Sócrates no segundo Pierre Hadot
    https://bit.ly/3LfvduU

     

  2. Leia: As origens do pensamento ocidental
    https://bit.ly/3LeRvwN

     

  3. Leia: O agnosticismo platônico no Fédon de Platão
    https://bit.ly/3ozmvOn 

  1. Leia: Seria o platonismo uma negação da vida?
    https://bit.ly/3uy0G5Q

     

  2. Para aprofundar-se: The truly human and Greek philosophy 
    https://bit.ly/3Lh5Dpy

  1. Leia: Resenha: História da Filosofia Antiga, vol. II
    https://bit.ly/3uy0Zxe

     

  2. Leia: Ciência e Saber - A importância da concepção platônica da natureza da epistêmê em Aristóteles
    https://bit.ly/3JbDaQ4

     

  3. Leia: Argumentação e retórica
    https://bit.ly/3Ja2tll

  1. Leia: A teoria das causas na Metafísica de Aristóteles Aurélio Marques
    https://bit.ly/32Mzdic

     

  2. Leia: A ciência do ser enquanto ser e o estudo da substância (Metafísica G e Z)
    https://bit.ly/3gsguyy

     

  3. Leia: Sobre os múltiplos sentidos de substância:  Nota acerca de Metafísica Z3, 1028b33-34
    https://bit.ly/3B6b2Lf

     

  4. Leia: As Noções Aristotélicas de Substância e Essência
    https://bit.ly/34FkCJ5

     

  5. Leia: Sobre a Possibilidade da Metafísica em Aristóteles a partir da Primeira Aporia do Livro Beta
    https://bit.ly/3ovIZj8

  1. Leia: Notas sobre a definição de virtude moral em Aristóteles (EN 1106b 36- 1107a 2)
    https://bit.ly/3LaRnP3

     

  2. Leia: Ethica Nicomachea I 13 –III 8. Tratado da Virtude Moral
    https://bit.ly/3J1lGFY

     

  3. Leia: As Duas Definições de Prazer na Ética Nicomaqueia de Aristóteles
    https://bit.ly/3ovEdlO

     

  4. Leia:  A Justiça Parcial e a Ganância enquanto virtude e vício do caráter na Ética a Nicômaco: ação interpessoal, emoção e prazer
    https://bit.ly/34IyB0o

     

  5. Leia: Vulnerabilidade do animal ou sociabilidade humana? Uma questão sobre a ética aristotélica
    https://bit.ly/3GthX25

  1. Assista: Qual o alcance e o limite da noção aristotélica de regularidade para a cosmologia atual?
    https://youtu.be/Qh1fWIawwC0 

     

  2. Leia: Hierarchy and dualism in Aristotelian psychology
    https://bit.ly/3uwkpCJ

     

  3. Leia: Aristotelian Biology and Christian Theology in the Early Empire
    https://bit.ly/34rS0TD

     

  4. Leia: “Nousalone enters from outside” - Aristotelian embryology and early Christian philosophy
    https://bit.ly/3uyZCyA

     

  5. Leia: Natural Sciences and Anthropology in Didymus the Blind’s Commentaries on the Bible: a Possible Aristotelian Influence
    https://bit.ly/3L9Qar4

     

  6. Leia: The Place of Human Beings in the Natural Environment Aristotle’s Philosophy of Biology and the Dominant Anthropocentric
    https://bit.ly/3JeDf5B

     

  7. Para aprofundar-se: Divinity, Noēsis, and Aristotelian Friendship
    https://bit.ly/3J4DrEe

MÓDULO 03

Agostinho e as Filosofias da Síntese

O bispo de Hipona e o períoso neoplatônico

É difícil exagerar a importância dos primórdios da filosofia grega para a formação da fisionomia intelectual de todo o Ocidente. Quando filósofos posteriores, como Friedrich Nietzsche, acusam a cristandade de platonismo para o povo, são os discípulos do crucificado que têm o ônus de provar o contrário. Isso significa entender as origens, as questões, os protagonistas e os interlocutores da filosofia, não só de Platão, mas de que o antecedeu e o sucedeu. 

 

Para além desse hercúleo desafio filosófico, um estudo histórico de um período que é chamado por nós de “pagão” já carrega consigo uma avaliação confessional. Ele será a cada momento decisivo enxergado à luz do anúncio do Evangelho e do diálogo com a fé cristã. Com isso, não pretendemos comprometer os dados históricos, nem privilegiar fontes de nossa orientação religiosa — conforme pode ser visto em nossa curadoria de conteúdo. Como também, não acreditamos em nenhuma neutralidade investigativa por parte dos leitores. Ficamos equidistantes de qualquer dogmatismo ingênuo que facilmente pode surgir nas investigações filosóficas. 

Acreditamos que será justamente isso que fará nossa trajetória histórica uma verdadeira aventura pela Filosofia na antiguidade grega!

  1. Confissões - Agostinho (Editoras Paulus, Vozes, ou Penguin)
    Leitura completa

 

  1. Uma nova história da Filosofia ocidental - Anthony Kenny (Edições Loyola)

    Vol. 1 - páginas 142-146

    Vol. 2 - páginas 24-36,183-188, 245-254, 285-293, 313-318 

  2. Filosofia: Antiguidade e Idade Média - Giovanni Reale e Dario Antiseri (Editora Paulus) 

    Páginas 385-478

  3. História da Filosofia Ocidental: Livro 2 (A Filosofia Católica) - Bertrand Russell (Editora Nova Fronteira)

    Páginas 19-84

  4. História do Pensamento Ocidental - Bertrand Russell (Editora Nova Fronteira)

    Páginas 192-219

Guia de Estudos

Assista, ouça e leia cada uma das referências abaixo na sequência em que são apresentadas. Elas estão organizadas em relação à ordem das aulas disponíveis nos Programas de Tutoria e no Loop.

  1. Assista: O que é a ética que as filosofias helenísticas focam?
    https://youtu.be/miOEI3SpYbQ

     

  2. Leia: A importância da felicidade na filosofia cínica

    https://bit.ly/3pG68jB

     

  3. Leia: Michael Foucault: parrhésia e cinismo

    https://bit.ly/3KiA6lK

     

  4. Leia: Nietzsche e o cinismo grego

    https://bit.ly/3tuclQX

     

  5. Leia: A Filosofia em Machado de Assis

    https://bit.ly/3pD2lDK

     

  6. Para aprofundar-se: O cinismo segundo Foucault, Sloterdijk e Safatle

    https://bit.ly/3pBiuta

  1. Leia: A influência socrático-platônica em Epicuro

    https://bit.ly/3IL0ioK

     

  2. Leia: Sobre a autodidaxía e a autárkeia de Epicuro

    https://bit.ly/35oyxnz

     

  3. Leia: O cuidado de si no epicurismo

    https://bit.ly/3KgwgcD

     

  4. Leia: A prólepsis de Epicuro e seus significados

    https://bit.ly/3vEDtza

     

  5. Leia: Espinosa e Epicuro: imanência e felicidade

    https://bit.ly/3KhML8p

     

  6. Leia: Filosofia da religião em Epicuro

    https://bit.ly/3ttvqCK

     

  7. Leia: A crítica cristã ao prazer epicureu

    https://bit.ly/3HH4YKX

     

  8. Para aprofundar-se: Epicurean Happiness: A Pig's Life?

    https://bit.ly/3IYQwzz

     

  9. Para aprofundar-se: Terapia, Diagnóstico e Cura: o Problema do Tempo em Sêneca

    https://bit.ly/3HV4xgl

  1. Leia: Paulo De Tarso em Comparação com os Estoicos sobre “sabedoria”

    https://bit.ly/3HH5HvF

     

  2. Leia: Natureza e política no Estoicismo Romano

    https://bit.ly/3IMlAlG

     

  3. Leia: Considerações Epictetianas sobre Amizade, Opinião e Discordância

    https://bit.ly/3CfC3MX

     

  4. Leia: O Estoicismo como Modo de Vida na Atualidade

    https://bit.ly/3Cc1cYW

     

  5. Leia: As relações entre a Filosofia e o Cristianismo nos primeiros séculos

    https://bit.ly/3KgxpRt

     

  6. Para aprofundar-se: God and Cosmos in Stoicism

    https://bit.ly/3tsxIC5

     

  7. Para aprofundar-se: Digestion and Moral Progress in Epictetus

    https://bit.ly/3pETu4i

  1. Leia: Diaphonía e Isosthéneia: duas vias para a epokhé

    https://bit.ly/3CbG9pg

     

     

  2. Leia: Notas sobre a ‘Vida de Pirro’

    https://bit.ly/3hAoVIR

     

     

  3. Leia: Empirismo e Ceticismo

    https://bit.ly/3HBEWZy

     

  4. Leia: Pirronismo não expurgado

    https://bit.ly/3tpFMn4

     

  5. Leia: Algumas outras palavras sobre ceticismo e cristianismo

    https://bit.ly/3KiC5qc

     

  6. Leia: O que um pirrônico sabe? 

    https://bit.ly/36WzDqN

     

  7. Leia: O fardo do cético

    https://bit.ly/3MjCSJn

     

  8. Leia: O Neopirronismo de Fogelin

    https://bit.ly/3vGaA5W

     

  9. Leia: Podemos ser céticos antigos?

    https://bit.ly/3MoasO5

     

     

  10. Leia: A estrutura lógica da oposição cética

    https://bit.ly/3vDvceU

     

  11. Leia: A crença cética reconsiderada

    https://bit.ly/35t873X

     

  12. Para aprofundar-se: What is Ataraxia Like, and Why do Some Schools, but not Others, Aim for it?

    https://bit.ly/3MjD1MV

     

  13. Para aprofundar-se: Introdução geral e as características do ceticismo

    https://bit.ly/3pCH7Gd

     

  14. Para aprofundar-se: Scepticism as Philosophy

    https://bit.ly/3vDvu5u

     

  15. Para aprofundar-se: Passions, Affections, and Emotions: A Coherent Pyrrhonian Approach

    https://bit.ly/3tuSUY3

     

  1. Leia: A Velhice e a Morte: A Carta 26 de Sêneca

    https://bit.ly/3vFfK1J

     

  2. Leia: Manutenção e Legitimação do Poder em Sêneca

    https://bit.ly/3KdFDde

     

  3. Leia: Sêneca e a Terapia de Cura das Afecções da Alma
    https://bit.ly/3Moh3Iw

     

  4. Leia: De Ira de Sêneca e a Discussão sobre a Raiva

    https://bit.ly/3txTS5O

     

     

  5. Leia: Construindo a filosofia “clássica”: Cícero e o epicurismo

    https://bit.ly/3KmNUM9

     

  6. Leia: A união entre Filosofia e retórica em Cícero

    https://bit.ly/35oreMI

     

  7. Para aprofundar-se: The Risk in the Educational Strategy of Seneca

    https://bit.ly/36WAec1

  1. Leia: A escola de Alexandria como núcleo do Helenismo Cristão

    https://bit.ly/3HElYBr

     

  2. Leia: Fílon de Alexandria e a tradição filosófica

    https://bit.ly/3CfGwz7

     

  3. Leia: A exegese de Fílon de Alexandria e o peculiar caso de Noé como Deucalião

    https://bit.ly/3INmdeU

     

  4. Leia: A hermenêutica da Bíblia em Fílon de Alexandria

    https://bit.ly/3sHA68R

     

  5. Leia: Tratado  Sobre  os  gigantes,  de  Fílon  de  Alexandria:  apresentação,  tradução,  notas

    https://bit.ly/35RYhZ2

  6. Para aprofundar-se: O Logos em Fílon de Alexandria

    https://bit.ly/3sDnqzL

     

  1. Leia: A reflexão de Alister McGrath sobre o conceito de heresia

    https://bit.ly/3KikTRs

     

  2. Leia: O conceito de ortodoxia cristã na teologia canônico-linguística

    https://bit.ly/3FjiOCR

     

  3. Leia: Platonismo e Cristianismo

    https://bit.ly/3vDyHly

     

  4. Leia: Por que Atenas e Jerusalém precisam se encontrar?

    https://bit.ly/3pDHXCu

     

  5. Leia: A religião entre os Gregos e o ateísmo prático à luz do Salmo 14

    https://bit.ly/3pEY96p

     

  6. Leia: O pensamento grego e a igreja cristã (Parte 10)

    https://bit.ly/3MnzI7h

     

  7. Leia: O pensamento grego e a igreja cristã (Parte 11)

    https://bit.ly/3MhHJe1

     

  8. Leia: O pensamento grego e a igreja cristã (Parte 12)

    https://bit.ly/3vDwg2p

     

  9. Leia: O pensamento grego e a igreja cristã (Parte 13)

    https://bit.ly/3pCpQg4

     

  10. Leia: O pensamento grego e a igreja cristã (Parte 14)

    https://bit.ly/3MrTuyG

     

  11. Leia: O pensamento grego e a igreja cristã (Parte 15)

    https://bit.ly/3tuW4uV

     

  12. Leia: O pensamento grego e a igreja cristã (Parte 16)

    https://bit.ly/34h17GQ

     

     

  13. Leia: O pensamento grego e a igreja cristã (Parte 17)

    https://bit.ly/3CebNCA

     

  14. Leia: O pensamento grego e a igreja cristã (Parte 18)

    https://bit.ly/3IKs4Sg

     

  15. Para aprofundar-se: Exploring the Tragic Impact of Greek Philosophical Thought on Christian Thought

    https://bit.ly/3CfQzV5

     

  16. Para aprofundar-se: A comparison of Alister McGrath and Rodney Stark

    https://bit.ly/3KhTO0R

     

  17. Para aprofundar-se: God of the philosophers

    https://bit.ly/35pQdiH

     

  18. Para aprofundar-se: The right way to speak about God?

    https://bit.ly/3MrU4MS

  1. Leia: La doctrina de los Tres Dioses de Numenio

    https://bit.ly/34ew6Dt

     

  2. Leia: A escola de Alexandria como núcleo do Helenismo Cristão

    https://bit.ly/3HElYBr

     

  3. Leia: Platonismo anti-herético?

    https://bit.ly/3IHKX8n

     

  4. Leia: O Epicuro de Clemente de Alexandria e o conceito de Filosofia

    https://bit.ly/3CgcRFS

     

  5. Leia: La metafísica de Numenio

    https://bit.ly/3IVJ8EI

     

  6. Leia: Filosofia e cristianismo nos stromateis de Clemente de Alexandria

    https://bit.ly/3tuYsBR

     

  7. Leia: Traços singulares da educação cristã no Mundo Antigo

    https://bit.ly/3Kf1a5g

     

  8. Leia: Alma y cuerpo en Numenio de Apamea

    https://bit.ly/3IJ8Cp3

     

  9. Para aprofundar-se: The logical interpretation of Plato's Parmenides in the Middle Platonism

    https://bit.ly/3sI8mRs

  1. Leia: Fé cristã e filosofia na Antiguidade Tardia

    https://bit.ly/35tKEzC

     

  2. Leia: Helenismo na patrística

    https://bit.ly/3pCAAuO

     

  3. Leia: Orígenes: concepção do saber, plano e método

    https://bit.ly/3KkLcq7

     

  4. Leia: A questão da localização dos inteligíveis nos filósofos pagãos dos primeiros séculos da Era Cristã

    https://bit.ly/3sDtx7b

     

  5. Leia: A refutação de Orígenes e a diferenciação entre cristãos, judeus e pagãos na cidade de Alexandria

    https://bit.ly/3sDM57o  

     

  6. Leia: A dimensão espiritual do ser humano segundo Orígenes de Alexandria

    https://bit.ly/3HGEfyc

     

  7. Leia: Orígenes: um asceta condescendente com a matéria

    https://bit.ly/3Kh8opr

     

  8. Leia: O conhecimento de si no itinerário espiritual de Orígenes de Alexandria

    https://bit.ly/377N0EZ

     

  1. Leia: Filosofia, religião e misticismo na Antiguidade Tardia

    https://bit.ly/3CbNBke

     

  2. Leia: Inconsciente, consciente e cosmologia em Plotino

    https://bit.ly/3KgEqlj

     

  3. Leia: Em torno de Plotino e da sua importância para a Filosofia Medieval

    https://bit.ly/3Mo2FjC

  4. Leia: A influência da 3ª hipótese do Parmênides de Platão na filosofia de Plotino e Jâmblico

    https://bit.ly/3HP9Uxy

     

  5. Leia: Plotino e o problema da mistura

    https://bit.ly/3CclwsY

     

  6. Leia: A utilização do termo ἀμφίστομος no grande tratado antignóstico de Plotino e nos oráculos caldáicos

    https://bit.ly/3hEOhoN

     

  7. Leia: A exegese de mitos em Plotino e Porfírio

    https://bit.ly/3hC2piP

     

  8. Leia: A possibilidade de uma leitura antepredicativa do pensamento noético de Plotino

    https://bit.ly/34ddBz6

     

  9. Leia: O amor como estado da alma (páthos) em Plotino

    https://bit.ly/3sFmXx8

     

  10. Leia: Estados de consciência e níveis do Eu em Plotino

    https://bit.ly/3sID7pB

     

  11. Leia: Notas sobre a exegese dos antigos

    https://bit.ly/3IQdqZS

     

  12. Leia: A amizade do sábio em Plotino
    https://bit.ly/3sFIJ3B

     

  13. Leia: Sobre a percepção em Plotino

    https://bit.ly/3sGp9Eo

     

  14. Para aprofundar-se: Il rapporto tra Anima e Corpo nel Vivente

    https://bit.ly/3vFwGFx

     

  15. Para aprofundar-se: El tratado Ars rhetorica y el comentario al Timeo de Casio Longino

    https://bit.ly/3txOmA3

  1. Leia: O uno e o múltiplo na cosmologia de Plotino

    https://bit.ly/3pBtDKw

     

  2. Leia: Pode-se falar de união mística em Plotino?

    https://bit.ly/3KkNVjl

     

  3. Leia: A filosofia do mito em Plotino e Proclo

    https://bit.ly/3K8m9qq

     

  4. Leia: O homem a caminho do Uno nas enéadas de Plotino

    https://bit.ly/3vJ8qSS

     

  5. Leia: Ascensão e discurso em Plotino

    https://bit.ly/3MjLWOp

     

  6. Leia: A união da alma e do intelecto na Filosofia de Plotino

    https://bit.ly/3K8mlWG

     

  7. Para aprofundar-se: A soteriologia em Plotino e em sua polêmica antignóstica

    https://bit.ly/374yi1l

     

     

  8. Para aprofundar-se: Teleology and nous in Plotinu’s ennead

    https://bit.ly/377Psvb

     

  9. Para aprofundar-se: Naturaleza y contemplación ensoñada en Plotino

    https://bit.ly/3KkOf1x

  1. Leia: O Deus Pai junto à mesa: a centralidade do supervisor nas cartas de Inácio de Antioquia

    https://bit.ly/35qJLrI

     

  2. Leia: Eternidade e tempo: Plotino e Agostinho

    https://bit.ly/3vBdHMb

     

  3. Leia: Plotino e Ireneu de Lyon contra os gnósticos

    https://bit.ly/3Mqxx2U

     

  4. Leia: Dois tratados plotinianos em Eusébio de Cesaréia

    https://bit.ly/35Syosp

     

  5. Leia: Fé cristã e Filosofia na Antiguidade Tardia

    https://bit.ly/35tKEzC

     

  6. Leia: A participação de Atanásio no Concílio de Nicéia e a sua defesa do homooúsios

    https://bit.ly/35KNPmi

     

  7. Leia: A recepção cristã do platonismo

    https://bit.ly/3pz50OI

     

  8. Leia: Lendo as Escrituras com os Pais da Igreja

    https://bit.ly/3tpQjyC

  1. Assista: Agostinho consegue responder criticamente a toda filosofia helenista?

    https://youtu.be/yzVx51EozAE

  2. Leia: O casaco de Pascal

    https://bit.ly/3pzpaYL

  3. Leia: Os Hinos de Ambrósio e a Formação de uma Identidade Cristã Nicena

    https://bit.ly/3Kk4ZpE

  4. Leia: Patrística ambrosiana

    https://bit.ly/3HK3nUu

  5. Leia: Agostinho de Hipona e as ambivalências do seu filosofar

    https://bit.ly/3hC2DpY

  6. Leia: Cristianismo e neoplatonismo em Agostinho

    https://bit.ly/3hVOlAV

  7. Leia: Da Modelagem Demiúrgica à Criação Divina

    https://bit.ly/3hEo6P9

  8. Leia: Presenças do platonismo em Agostinho de Hipona

    https://bit.ly/3Cc75Fz

  9. Leia: O jovem leitor Agostinho no livro III das Confissões

    https://bit.ly/3IIbNx2

  10. Leia: Santo Agostinho Frente Ao Paradoxo da Matéria na Cosmologia/ontologia Plotiniana na Solução do Problema do Mal

    https://bit.ly/3CejV5X

  11. Leia: Agostinho de Hipona: considerações neoplatônicas

    https://bit.ly/3Ccsle6

  12. Leia: Eternidade e tempo: Plotino e Agostinho

    https://bit.ly/3hG6iD7

  13. Leia: A teoria da Reminiscência Em Agostinho: Apropriação e Crítica

    https://bit.ly/34h8cHq

  14. Leia: Cristianismo e Neoplatonismo em Agostinho

    https://bit.ly/3CgOCY9

  15. Leia: Unidade, coerção e desvio na literatura patrística pós-nicena

    https://bit.ly/34gRMyO

  16. Leia: Um imperador cristão merece o céu: a construção de memórias sobre o imperador Graciano nos escritos de Ambrósio

    https://bit.ly/3hBCxU4

  17. Leia: Concílio de Aquileia de 381

    https://bit.ly/3HMAlDQ

  18. Para aprofundar-se: Teodosio, Construcción de una vida y muerte ejemplares

    https://bit.ly/35UBwEc

  19. Para aprofundar-se: Agostinho para além do referencial neoplatônico

    https://bit.ly/3HJcipx

  1. Assista: Como é a espiritualidade filosófica?

    https://youtu.be/hI-hf4hvhhA

     

  2. Assista: Como podemos melhor entender a angústia a partir de Santo Agostinho nas Confissões?

    https://youtu.be/i9jvtEsqfpk

     

  3. Assista: Por que é tão importante para biografia de Agostinho, o roubo das peras?

    https://youtu.be/oqDFHv-7px8

     

  4. Leia: Agostinho, a leitura espiritual e o Rei eterno constituído sobre Sião

    https://bit.ly/3IILxCF

     

  5. Leia: As trajetórias de Agostinho

    https://bit.ly/3sHaJ75

     

  6. Leia: Religião e educação: um breve relato do pensamento filosófico de Agostinho de Hipona

    https://bit.ly/3hC7uYr

     

  7. Leia: Por que Agostinho não é um Filósofo Medieval (e por que é importante compreender isso)

    https://bit.ly/3vD86F8

     

  8. Leia: Comentário ao Livro III das Confissões de Santo Agostinho: a busca da verdade na filosofia de Cícero e no maniqueísmo

    https://bit.ly/3HVj7V7

     

  9. Leia: O herói e o forasteiro: narração e metafísica nas confissões

    https://bit.ly/3IMXyau

     

  10. Leia: As Confissões de S. Agostinho – retóricas da fé

    https://bit.ly/34eDq1V

  1. Assista: O que significa Agostinho ter mudado os diálogos filosóficos para as confissões cristãs?

    https://youtu.be/ut4uwhj474M

     

  2. Assista: Por que Confissões é um livro de filosofia e não só de teologia e espiritualidade?

    https://youtu.be/e_7ztA20E14

     

  3. Leia: Confissões profundas em uma era de justificativas rasa

    https://bit.ly/3IL8qW6

     

  4. Leia: As Confissões como elogio do diálogo

    https://bit.ly/3HI0PXb

     

  5. Leia: O caráter relacional do conceito de Deus nas Confissões de Agostinho 

    https://bit.ly/34h9yC0

     

  6. Leia: A recepção de Agostinho em As confissões da carne, de Foucault

    https://bit.ly/35RxyvJ

     

  7. Leia: A espacialidade da memória nas Confissões de Agostinho

    https://bit.ly/3hJ1YTy

     

  8. Para aprofundar-se: Por uma interpretação fenomenológico-hermenêutica das Confissões de Santo Agostinho

    https://bit.ly/3MmyvNA

     

  9. Para aprofundar-se: Cor inquietum: uma leitura de Confissões

    https://bit.ly/3pCyk6U

  1. Assista: Onde a ênfase da graça na teologia de Agostinho aparece em sua filosofia?

    https://youtu.be/336F4FH7ivI

  2. Leia: A verdade e a felicidade em Santo Agostinho

    https://bit.ly/3tAMirl

  3. Leia: Apropriação e Superação Agostiniana da Tradição Filosófica Grego-romana em Relação à Felicidade

    https://bit.ly/3tCVoUs

  4. Leia: O Conceito do Belo em Agostinho de Hipona

    https://bit.ly/3HTbTRg

  5. Leia: Santo Agostinho e o “Problema dos Futuros Contingentes”

    https://bit.ly/3HMN8WL

  6. Leia: A Realidade dos Dois Mundos eDois Cidadãos em Agostinho

    https://bit.ly/3sOLHmy

  7. Leia: A busca da verdade como guia para a trilha filosófica de Agostinho

    https://bit.ly/3ClE5Lw

  8. Leia: Lutero, um Discípulo de Santo Agostinho?

    https://bit.ly/3i2nzqB

  9. Leia: Natalidade e educação: reflexões sobre o milagre do novo na obra de Hannah Arendt

    https://bit.ly/3hKYhx2

  10. Leia: A antropologia do coração inquieto

    https://bit.ly/3IQRmhA

  11. Leia: A primazia de Deus no primeiro livro das Confissões de Santo Agostinho

    https://bit.ly/3I1QBRL

  1. Assista: É possível relacionar Agostinho e Calvino na questão sobre o conhecimento de si mesmo?

    https://youtu.be/6OtQYvYFl7A

  2. Leia: Genuína conversão: uma perspectiva ontológico-existencial da conversão do pecador

    https://bit.ly/3Mqge21

  3. Leia: A natureza do autoconhecimento

    https://bit.ly/3vSGtbc

  4. Leia: Sobre o de Magistro, de Santo Agostinho 

    https://bit.ly/3KkdwZS

  5. Leia: O valor da verdade segundo As Confissões de Agostinho de Hipona

    https://bit.ly/34jBK7c

  6. Leia: Os Sete Graus de Atividade da Alma Humana no de Quantitate Animae de Santo Agostinho

    https://bit.ly/3Cmsufd

  7. Leia: Conhecimento, ciência e verdade em Santo Agostinho

    https://bit.ly/3hL1xZi

  8. Leia: Educação e Conhecimento em Santo Agostinho: Traços Constitutivos da Subjetividade

    https://bit.ly/3MwdAHO

  9. Leia: Sobre a Fragilidade da Existência Humana nas Confissões

    https://bit.ly/3MuNt3X

  10. Leia: Antecedentes Filosóficos e Teológicos do Conceito Pascaliano de Natureza Humana

    https://bit.ly/3vLBOrD

  11. Leia: O Conhecimento Sensível em Agostinho de Hipona

    https://bit.ly/3pHWCfK

  12. Leia: Agostinho: Rumo a Uma Razão Afetiva

    https://bit.ly/3Msgz41

  1. Assista: Qual foi a grande contribuição do Agostinho para a filosofia cristã?

    https://youtu.be/DFdF_a-my1M

     

  2. Leia: Agostinho e a Santíssima Trindade

    https://bit.ly/3pLroEB

     

  3. Leia: A relação autoconhecimento e conhecimento de Deus em Agostinho, João Calvino e Herman Dooyeweerd

    https://bit.ly/3mFaa8L

     

  4. Leia: Um mundo polarizado e a alternativa do amor na filosofia política de Agostinho

    https://bit.ly/3vMDhOu

     

  5. Leia: De olhos abertos e coração contrito: reflexões sobre o fazer teológico

    https://bit.ly/3tFCe0h

     

  6. Leia: A natureza do autoconhecimento

    https://bit.ly/3vSGtbc

     

  7. Leia: O pensamento de Agostinho de Hipona na controvérsia acerca do problema da vontade entre Calvino e Armínio

    https://bit.ly/35uvPgp

     

  8. Leia: Opção beneditina ou chamado agostiniano?

    https://bit.ly/3b1GkHw

     

  9. Leia: Agostinho de Hipona: Quem Foi e Como Contribuiu para o Correto Entendimento das Doutrinas Cristãs?

    https://bit.ly/35wsbTd

     

  10. Para aprofundar-se: A idéia de Estado na doutrina ético-política de Santo Agostinho

    https://bit.ly/3CkxAIG

     

  11. Para aprofundar-se: João Calvino e Santo Agostinho sobre o Conhecimento de Deus e o Conhecimento de Si

    https://bit.ly/3KFqOk3

     

  12. Para aprofundar-se: Civitas in Civibus Est, Non in Parietibus

    https://bit.ly/3vQNppD

     

  13. Para aprofundar-se: Sobre a relação de nomeação: A crítica de Wittgenstein a Agostinho e a recepção dessa crítica

    https://bit.ly/3vH5bLP

     

  14. Para aprofundar-se: Herman Dooyeweerd, reformador da razão

    https://bit.ly/3pLKMBA

MÓDULO 04

Santo Anselmo e a Filosofia Medieval

A filosofia católica e o nascimento da escolástica

O esforço que os pais apologistas empenharam para se construir uma ponte entre as expressões doutrinárias da fé cristã e o pensamento gentílico, com o passar do tempo, produziram uma conciliação ainda mais profunda nas motivações religiosas do ocidente. A partir do sétimo século da nossa era, quando a Igreja de Roma gradativamente obtinha mais influência e controle sobre aspectos da sociedade temporal, essa tentativa de síntese religiosa produziu o que a filosofia reformaconal chama de um novo motiva básico dialético: o motivo da natureza e da graça.

As antigas forças religiosas gentílicas da matéria e da forma não desapareceram, nem deixaram de exercer seu poder formativo na história. Mas agora, a fé cristã com suas expressões doutrinárias passaram a figurar como novas forças propulsoras nos corações dos habitantes do mundo como a verdadeira filosofia que tanto foi procurada durante séculos no mundo antigo.

Ademais, aqueles mestres e bispos da igreja que haviam sido condenados pelos concílios da igreja por heterodoxia, encontraram lugar de refúgio intelectual nas traduções de obras teológicas e filosóficas para os árabes. Insidiosamente, será na translação dos estudos, deslocando-os de Alexandria para Córdoba e Bagdá que a filosofia gentílica encontrará novo fôlego antes de retornar para o Ocidente — e para a teologia cristã. 

Por tudo isso, entender esse período da história da filosofia é fundamental para compreender suas transformações e a especificidade de seus autores, tais como Boécio, Erígina, Avicena e Anselmo.

  1. Proslógio - Anselmo
    (Editora Concreta)

  1. Uma nova história da Filosofia ocidental - Anthony Kenny (Edições Loyola)

    Vol. 2 - páginas 37-74, 147-160, 319-330

     

  2. Filosofia: Antiguidade e Idade Média - Giovanni Reale e Dario Antiseri (Editora Paulus) 

    Páginas 479-508, 509-564

     

  3. História da Filosofia Ocidental: Livro 2 (A Filosofia Católica) - Bertrand Russell (Editora Nova Fronteira)

    Páginas 85-132, 133-182

     

  4. História do Pensamento Ocidental - Bertrand Russell (Editora Nova Fronteira)

    Páginas 220-270

Guia de Estudos

Assista, ouça e leia cada uma das referências abaixo na sequência em que são apresentadas. Elas estão organizadas em relação à ordem das aulas disponíveis nos Programas de Tutoria e no Loop.

  1. Assista: Por que o período escolástico é considerado como o ápice do pensamento teológico?
    https://youtu.be/cQpVh9U84kc

     

  2. Leia: Resenha - No crepúsculo do pensamento ocidental
    https://bit.ly/3gyWVEE

     

  3. Leia: Spectres of Nature-Grace: On Dooyeweerd’s “Religious Truth”
    https://bit.ly/3v23Qx5


  4. Leia: Dooyeweerd's Four Ground Motives
    https://bit.ly/3uUJWE4

  1. Leia: Os tradutores árabes fizeram muito mais que somente preservar a filosofia grega
    https://bit.ly/3v033Na

  2. Leia: A Filosofia Árabe Medieval teria uma Filosofia da Religião ou para a religião?
    https://bit.ly/3r5cslx

  3. Leia: Busca do Conhecimento: Ensaios de Filosofia Medieval no Islã.
    https://bit.ly/377dEOi

  4. Leia: Aristóteles como arquétipo da Falsafa: Uma introdução
    https://bit.ly/3uihzRa

  5. Leia: A simbiose entre filosofia e revelação no Islã Clássico
    https://bit.ly/3KnD5JX

     

  6. Leia: A herança greco-árabe na filosofia de Maimônides: profecia e imaginação
    https://bit.ly/3DSRvzb 

  7. Leia: Primeira escola de tradutores de Espanha nos séculos XII y XIII
    https://bit.ly/3vfVQc1

  8. Leia: Escola de Tradutores de Toledo
    https://bit.ly/37csXpf

  1. Leia: Sobre argumentos tópicos dialéticos e retóricos na “Consolação da Filosofia”
    https://bit.ly/3xcgEDZ

     

  2. Leia: A conquista da felicidade via Filosofia: o exemplo de Boécio
    https://bit.ly/3xbq4iQ

     

  3. Leia: Boécio e a consolação da filosofia: considerações acerca da virtude
    https://bit.ly/3ufg5Hr

     

  4. Leia: O conceito de pessoa em Boécio
    https://bit.ly/3Kgjtr8

     

  5. Leia: A Lógica De Boécio
    https://bit.ly/3DU4NeT

     

  6. Leia: A conquista da felicidade via Filosofia
    https://bit.ly/3Kqnycn

     

  7. Leia: Severino Boécio e o problema dos universais
    https://bit.ly/3Kmg9uI

     

  8. Leia: Boécio e o problema dos futuros contingentes
    https://bit.ly/3ulmq4o

  9. Leia: Eternidade em Deus e eternidade do mundo em Boécio
    https://bit.ly/3jgl9Fb

  1. Assista: Quais as influências positivas e negativas do movimento monástico na Igreja hoje?
    https://youtu.be/iniuJvS_D2g

     

  2. Leia: Breve estudo de uma perspectiva de educação medieval
    https://bit.ly/3ui4JT2

     

  3. Leia: As escolas dos mosteiros medievais: dinâmica social, didática e pedagogia
    https://bit.ly/3DOYw4d

     

  4. Leia: Louvada seja a Sagrada Basiléia
    https://bit.ly/3NTyaTk

     

  5. Leia: O Insigine pai do orbe está vivo ou morreu?
    https://bit.ly/3LSzvYN

     

  6. Leia: A importância das datas de 508 e 538 d.C. para a supremacia papal
    https://bit.ly/3xgaoLg


  7. Leia: Santa Sofia deveria ser de usufruição como símbolo de diferentes mundos religiosos.
    https://bit.ly/3vlxHRx

  1. Assista: Pode se dizer que a teologia negativa encontra paralelos com a desconstrução de Derrida?
    https://youtu.be/ALVFb2s4d84

     

  2. Assista: Quais as influências positivas e negativas do movimento monástico na Igreja hoje?
    https://youtu.be/iniuJvS_D2g

     

  3. Leia: Arquitetura da luz: a reconstrução da igreja de Saint-Denis e a teologia de Dionísio pseudo-areopagita — sínteses e contradições
    https://bit.ly/3Js6YZ3

     

  4. Leia: Pseudo-Dionísio Areopagita, sobre a teologia mística para Timóteo
    https://bit.ly/3LPBehy

     

  5. Leia: Pseudo-Dionísio Areopagita - Teologia Mística
    https://bit.ly/3JoHafE

     

  6. Leia: Dionísio Pseudo-Areopagita e o nada de Deus
    https://bit.ly/3ukQOvm

     

  7. Leia: A teologia negativa entre Pseudo-Dionísio Areopagita e Mestre Eckhart
    https://bit.ly/3je8Ado

     

  8. Leia: O mal segundo Pseudo-Dionísio, o Areopagita
    https://bit.ly/3LO9wSd

     

  9. Leia: Dionísio Areopagita lido por Tomás de Aquino e Mestre Eckhart
    https://bit.ly/3jdOvnF

     

  10. Leia: A negatividade do corpus areopagiticum
    https://bit.ly/3KmijdO


  11. Leia: Porfírio, Dionísio e Mestre Eckhart: considerações sobre a adequação entre ser e inteligência
    https://bit.ly/37qy1WC

  1. Assista: Seria possível a filosofia da idade média ter alcançado andares mais altos do que ela atingiu?
    https://youtu.be/1MexoNarsJE

     

  2. Leia: João Escoto Erígena: razão em função da fé
    https://bit.ly/35VdTM2

     

  3. Leia: A natureza da natureza em João Escoto Eriúgena
    https://bit.ly/37o61mx

     

  4. Leia: O conceito de participação em João Escoto Eriúgena
    https://bit.ly/3DUlWFx

     

  5. Leia: Riqueza e fertilidade filosóficas do neoplatonismo no medievo
    https://bit.ly/3DT6GZo

     

  6. Leia: Notas sobre a possibilidade de reflexos agostinianos na conceituação de teofania em João Escoto Erígena
    https://bit.ly/3un8eb5

     

  7. Leia: Negation Et Connaissance Categoriale Chez Jean Scot Erigène
    https://bit.ly/35SN1w9


  8. Leia: Dissertatio
    https://bit.ly/3KDraYR

  1. Leia: A Epístola das Definições de Al-kindī: a Recepção Da Filosofia Grega na Língua Árabe
    https://bit.ly/3jl05NK

     

  2. Leia: A Doutrina Da Emanação Dos Seres E O Neoplatonismo Árabe-Medieval De Al-Farabi
    https://bit.ly/37o6sxb

     

  3. Leia: Falsafa, a filosofia islâmica medieval
    https://bit.ly/3unL5Fr

     

  4. Leia: Al-Kindi leitor da "teologia de Aristóteles"
    https://bit.ly/3xf0n0W

     

  5. Leia: A “Epístola Sobre o Intelecto”, de Al-kindi
    https://bit.ly/3vn5v0D

     

  6. Leia: Teorias do Intelecto na Idade Média Latina
    https://bit.ly/3jgl4kS

     

  7. Leia: O Conceito de Unidade na Obra Metafísica de Al-kindi
    https://bit.ly/3jAx7Kd


  8. Leia: Três Momentos da Filosofia da Luz: Al-kindi, Grosseteste e Leibniz
    https://bit.ly/3v3GmYv

  1. Leia: O árabe que mudou o Ocidente
    https://bit.ly/3rdyouJ

     

  2. Leia: Avicena e a filosofia oriental: história de uma controvérsia
    https://bit.ly/3rayR0G

     

  3. Leia: Avicena (Ibn Sina) Entre A Filosofia E A Religião
    https://bit.ly/38CP2xu

     

  4. Leia: Avicena e a “Filosofia Oriental”
    https://bit.ly/3O7zQZA

     

  5. Leia: A Imaginação no Livro da Alma de Ibn Sīnā (Avicena)
    https://bit.ly/3ulleOf

     

  6. Leia: Avicena e a filosofia oriental: história de uma controvérsia
    https://bit.ly/3jiTTG5

     

  7. Leia: Avicena e o argumento metafísico da unicidade de Deus na hermenêutica alcorânica
    https://bit.ly/3jjQkQ8

     

  8. Leia: Sobre a Relação Entre o Intelecto Humano e o Intelecto Agente no Livro Sobre a Alma V de Avicena
    https://bit.ly/37qYiEf

     

  9. Leia: The Concept Of ‘nature’ In Aristotle, Avicenna And Averroes
    https://bit.ly/3DQsG7j

     

  10. Leia: Os Processos de Aquisição dos Termos do Silogismo Segundo a Investigação Noética de Avicena
    https://bit.ly/3jleqK6

  1. Assista: O pensamento teológico pode ser considerado pobre em comparação com o escolástico?
    https://youtu.be/hw2XbN4jTfM

     

  2. Leia: As Universidades Medievais e o Pensamento Escolástico
    https://bit.ly/3ujBm2Q

     

  3. Leia: A formação das universidades de Paris e de Bolonha: tensões políticas, sociais, lógicas e teológicas
    https://bit.ly/3DUtIz5

     

  4. Leia: Poder e escolástica no Ocidente Medieval
    https://bit.ly/3E0PKjO

     

  5. Leia: O exercício da lectio na tradição medieval
    https://bit.ly/3ukuRwy

     

  6. Leia: Origem e memória das universidades medievais

    https://bit.ly/3DVsaEN

     

  7. Leia: O que é a escolástica e a Escola de Salamanca
    https://bit.ly/3DTOrCX

     

  8. Leia: Os “velhos escolásticos” continuam presentes
    https://bit.ly/3jleMAq

     

  9. Leia: A importância da Segunda Escolástica no Ocidente
    https://bit.ly/3jitQil

     

  10. Leia: O conceito de domínio na escolástica espanhola
    https://bit.ly/35T8d53

     

  11. Leia: O ser humano repensado pela escolástica
    https://bit.ly/3jk0WhS

     

  12. Leia: Universidades Medievais: Entre Auctoritas e Potestas
    https://bit.ly/3jg2QQw

     

  13. Leia: O método de argumentação na Filosofia Escolástica 

    https://bit.ly/3jk1m7W

  1. Assista: De que forma o dilema dos universais se apresenta no pensamento dos nossos dias?
    https://youtu.be/Mh8Vk1Pp4xU

     

  2. Assista: Nominalismo e racionalismo, qual sua correlação ou não relação?
    https://youtu.be/CLxCfmmK1gw

     

  3. Assista: O que é a escolástica protestante?
    https://youtu.be/dvGl4v0OcWg

     

  4. Leia: A Questão dos Universais Segundo a Teoria Tomista da Abstração
    https://bit.ly/3LQYBY0

     

  5. Leia: Universais existem? Uma análise a partir da Teoria da Percepção de Searle
    https://bit.ly/3NQc3ND

     

  6. Leia: Luis A. Vernei e a Filosofia Europeia do Seu Tempo
    https://bit.ly/3v4Pps1

     

  7. Leia: A Filosofia da Vida e a Questão da Universalidade
    https://bit.ly/3razTK6

     

  8. Leia: A Questão dos Universais: Suarez e o Nominalismo
    https://bit.ly/3v6nqIH

     

  9. Leia: O dilema entre o universalismo e o relativismo – a perspectiva da filosofia intercultural
    https://bit.ly/3LOEPMD 

  1. Assista: Como entender a forma que a filosofia de uma época influenciava, um aspecto da vida das pessoas?
    https://youtu.be/zI09lAL0PIk

     

  2. Assista: Quais são as principais contribuições do argumento ontológico de Santo Anselmo para a Teologia?
    https://youtu.be/AyxO0qq2lfk

     

  3. Assista: Quais as contribuições de Anselmo para a teoria estética e o belo em Cristo?
    https://youtu.be/CPTCwZglTAk

     

  4. Assista: A distinção entre Criador e criatura em Anselmo é condição de possibilidade para a relação entre esses seres que são tão distintos?
    https://youtu.be/GUVc6d8McXY

     

  5. Leia: O Itinerário Filosófico de Anselmo de Cantuária
    https://bit.ly/3Jgyg3X

     

  6. Leia: A designação Id Quod Summum Omnium e os “Nomes Divinos” em Anselmo de Cantuária
    https://bit.ly/3NVxc92


  7. Leia: As Noções de Retidão da Vontade e de Justiça no de Veritate de Santo Anselmo
    https://bit.ly/3rdN90J

  1. Assista: O que é Deus Etimologicamente, epistemologicamente e ontologicamente?
    https://youtu.be/NwsF6FB9BcI

     

  2. Assista: Quais os pontos em comum herdados pela filosofia medieval foram criticados pelos reformadores?
    https://youtu.be/7gvhCiSqUWA

     

  3. Assista:
    Como podemos lidar com a ideia do conhecimento de Deus independente da Fé e da revelação?
    https://youtu.be/gBHFb65Orog

     

  4. Leia: Filosofando de joelhos
    https://bit.ly/3LOF8Hh

     

  5. Leia: Anselmo de Cantuária Sobre a Verdade do Pensamento

    https://bit.ly/3rbiHEx

     

  6. Leia: Fé e Razão no Monológio e no Proslógio de Anselmo de Cantuária
    https://bit.ly/3LOP2sp


  7. Leia: O Argumento Ontológico Em Santo Anselmo
    https://bit.ly/3pHWCfK

  1. Leia: Anselmo além do argumento ontológico
    https://bit.ly/3raZfHE

     

  2. Leia: O argumento único de Anselmo
    https://bit.ly/378P4wu

     

  3. Leia: Sobre o argumento de Anselmo e o que não se pode pensar
    https://bit.ly/3xhHevh

     

  4. Leia: Em Busca de Deus: Santo Anselmo de Cantuária e a Prova Ontológica da Existência de Deus e Sua Crítica

    https://bit.ly/3v1FYtu

  1. Assista: Qual a diferença entre o conceito de 'existência' anselmiano e kantiano?
    https://youtu.be/91vAPmvw7gE

     

  2. Leia: Anselmo e Kant: Embates Sobre o Argumento Ontológico
    https://bit.ly/3NYHg1d

     

  3. Leia: Algumas críticas ao argumento ontológico de Anselmo de Aosta
    https://bit.ly/3NVxEEg

     

  4. Leia: Argumento ontológico. A prova a priori da existência de Deus na filosofia primeira de Descartes
    https://bit.ly/36Xg9D6

  5. Leia: Revista Enciclopédia
    https://bit.ly/3reOeFp

  1. Leia: A defesa de Plantinga do argumento ontológico
    https://bit.ly/3DWNWs6

     

  2. Leia: Norman Malcolm e Alvin Plantinga: duas versões analíticas do argumento do Proslogion de Santo Anselmo
    https://bit.ly/3Kn6N1V

     

  3. Leia: A natureza da necessidade - capítulo IX - Alvin Plantinga
    https://bit.ly/3DSuPPA

     

  4. Leia: Argumento Ontológico de Anselmo e Modal de Plantinga
    https://bit.ly/3ulzOoT

     

  5. Leia: A Natureza da Necessidade, de Alvin Plantinga
    https://bit.ly/37oazJD


  6. Leia: Lutando com o Argumento Ontológico
    https://bit.ly/3Jowgqh

MÓDULO 05

Tomás de Aquino e a Escolástica

Um mestre cristão entre gregos e árabes nas raízes da modernidade

Tomás de Aquino (1225-1274) representa fase áurea da Escolástica; o período medieval marcado pela recepção ocidental de Aristóteles e sua escolha paradigmática como autoridade para a organização e desenvolvimento das universidades. É justamente nessa efervescência política, educacional e religiosa que Tomás constitui-se um clímax teológico e filosófico.

Os filósofos G. Reale e D. Antiseri apontam que em meados do século XIII, Tomás “decidiu entrar na Ordem [dos Dominicanos] atraído pela nova forma de vida religiosa, aberta às novas instâncias sociais, envolvida no debate cultural e livre de interesses mundanos”. Eis um indicativo importante do método teológico de Tomás de Aquino. Parece que ele enxergava o mundo de forma fragmentada, discernindo a vida religiosa sem interesses mundanos das instâncias socioculturais. Deve-se ter cuidado com as interpretações dos tomistas, de qualquer que sejam os lados. Aqui, seguindo com Reale e Antiseri, ambos afirmam que havia sim em Tomás “uma filosofia ‘preambula fidei’”, e continuam, “a filosofia[ em Tomás] tem configuração e autonomia próprias .

Seguindo este pensamento, veremos ao longo desse mês de estudos que a razão para Tomás de Aquino não possui caráter absoluto, como se fosse capaz de conhecer tudo sobre todas as coisas.Apesar dessa não ser nossa única questão de estudo aqui, será já, de imediato, fazer uma distinção aqui: nossa análise não trata da razão como conhecimento absoluto, mas da razão como conhecimento neutro. O método teológico de Tomás, portanto, reconhecia a insuficiência da razão, porém, dava à ela autonomia para que corresse enquanto suas pernas tivessem forças.

Ao percorrer os espaços possíveis e chegando ao final das suas forças, seria preciso que a teologia, a sacra doctrina, aperfeiçoasse aquilo que a razão deixou incompleto. Fazendo a justa distinção entre filosofia – conhecimento racional, e a teologia – princípio de fé, é correto afirmar que “ambas falam de Deus, do Homem e do Mundo”, conforme explica Reale mais uma vez. O que ficará evidente para nós, contudo seus princípios são apenas complementares — e aqui estará a grande novidade dos modelos de relação precedentes.

Essas e outras questões preliminares nos colocam diante da necessidade de nos ocuparmos com Tomás de Aquino e as modificações perenes que ele deixou na fisionomia intelectual da igreja ocidental.

  1. Compêndio de Teologia - Tomás de Aquino
    (Calvariae Editorial)

  1. Uma nova história da Filosofia ocidental - Anthony Kenny (Edições Loyola)

    Vol. 2 - páginas 75-119,191-197, 220-230, 254-276, 297-305 e 335-340

  2. Filosofia: Antiguidade e Idade Média - Giovanni Reale e Dario Antiseri (Editora Paulus) 

    Páginas 565-662

  3. História da Filosofia Ocidental: Livro 2 (A Filosofia Católica) - Bertrand Russell (Editora Nova Fronteira)

    Páginas 183-222

  4. História do Pensamento Ocidental - Bertrand Russell (Editora Nova Fronteira)

    Páginas 245-256

Guia de Estudos

Assista, ouça e leia cada uma das referências abaixo na sequência em que são apresentadas. Elas estão organizadas em relação à ordem das aulas disponíveis nos Programas de Tutoria e no Loop.

  1. Leia: Resenha: Compêndio de Teologia, de São Tomás de Aquino
    https://bit.ly/3LtVlSy

     

  2. Leia: Review of Compendium of theology
    https://bit.ly/3y6Mwud

  1. Leia: Al Ghazali e a Renascença das Ciências Islâmicas

    https://bit.ly/3LunyIY

     

  2. Leia: Resenha: The Revival Of Islam Makers Of The Muslim World
    https://bit.ly/39enMpd

     

  3. Leia: Quando o Crescente abriu-se ao mundo Al-Farabi (872-950), Al-Ghazali (1058-1111) e as faces do saber no Islã medieval

    https://bit.ly/3KtEfTk

     

  4. Leia: Sobre a causalidade: tradução da Discussão XVII do Tahafut al-falasifa (Incoerência dos filósofos), de Al-Ghazali
    https://bit.ly/3KsjNCn

     

  5. Leia: Quando o fogo não queima, quando a decapitação não mata
    https://bit.ly/36WAwQy

     

  6. Para aprofundar-se: Uma Pequena Epístola de Algazel
    https://bit.ly/3MISwxj

  1. Leia: Vida e trabalho de Averróis
    https://bit.ly/3EWQvuB

     

  2. Leia: IbnRushd (Averroes) , o homem histórico
    https://bit.ly/3vrqJvu

     

  3. Leia: Averróis e a religião do filósofo
    https://bit.ly/36Y0SBV

     

  4. Leia: Platão, Al-Fârâbî e Averróis: As qualidades essenciais ao governante

    https://bit.ly/3KlO4mx

     

  1. Leia: Averróis, o comentador
    https://bit.ly/38vGqIW

     

  2. Leia: Assentimento religioso e filosofia no FASL AL-MAQAL de Averróis
    https://bit.ly/3vqpHj4

     

  3. Leia: O intelecto e seu objetivo: Por uma perspectiva unificada da noética de averróis

    https://bit.ly/3Lyk5sP


  4. Leia: The concept of 'nature' in Aristotle, Avicenna and Averroes
    https://bit.ly/3rWlNN2

  1. Leia: Filosofia e tolerância religiosa na toledo do século XII Ibrahim Ibn David e Domingo Gundisalvo
    https://bit.ly/3OVFrTc

     

  2. Leia: A Escola de Tradutores de Toledo: a oralidade da escrita
    https://bit.ly/3y1HcrR

     

  3. Leia: Translatio Studiorum: Traslado de los libros y diálogo de las civilizaciones en la Edad Media
    https://bit.ly/38ERX92

     

  4. Leia: Translatio studiorum: Breve historia de la transmisión de los saberes
    https://bit.ly/3MEZNOA

     

  5. Leia: Primeira escola de tradutores de Espanha nos séculos XII y XIII

    https://bit.ly/3LIQnSd

  6. Para aprofundar-se: Algumas experiências, perspectivas e desafios da Medievalística no Brasil frente às demandas atuais
    https://bit.ly/3y35a6c

  1. Leia: A formação das universidades de Paris e de Bolonha: tensões políticas, sociais, lógicas e teológicas
    https://bit.ly/3rYT36j

  2. Leia: O intelectual da Idade Média Central: escolástico, urbano, universitário e humanizado – uma aproximação histórica dos estudos no século XIII
    https://bit.ly/3KlKAjO

  3. Leia: Origem e memória das universidades medievais: A preservação de uma instituição educacional
    https://bit.ly/39u4b4N

  4. Leia: Universidades medievais
    https://bit.ly/3OH3Coa

  5. Leia: Medieval Theology
    https://bit.ly/3y6Q4g1

  6. Leia: Presença anselmiana na Summa aurea de Guilherme de Auxerre
    https://bit.ly/3yuvAO7

  1. Leia: O modo e a ordem de conhecer na Suma Teológica de Tomás de Aquino: aspectos essenciais para a formação do mestre na universidade medieval
    https://bit.ly/3EXTQtf

     

  2. Leia: Tomás de Aquino: filosofia e pedagogia
    https://bit.ly/3EZEp43

     

  3. Leia: As duas faces da ciência de acordo com Tomás de Aquino

    https://bit.ly/3LrQnWd

     

  4. Leia: Intenção educacional da ética de tomás de Aquino no contexto citadino no século XIII
    https://bit.ly/3KsZHb2

     

  5. Leia: Um estudo sobre o pensamento escolástico em tomás de Aquino: Uma abordagem no campo da história da educação
    https://bit.ly/3vr24qH

     

  6. Leia: O papel de Tomás de Aquino no universo “científico” do século XIII
    https://bit.ly/3OWIU3Z

     

  7. Leia: A Filosofia teológica de Tomás de Aquino e sua importância para o processo educativo

    https://bit.ly/3OO9nQT

     

  8. Leia: Philosophy of Education in Medieval Period
    https://bit.ly/3s0FPWr

     

  9. Leia: Ciência e fé na alta escolástica: Mediação ou contradição?
    https://bit.ly/3y36Igw


  10. Leia: Scholastic Theology
    https://bit.ly/3kqyuLC

  1. Leia: De olhos abertos e coração contrito: reflexões sobre o fazer teológico
    https://bit.ly/3kteg3O

  2. Leia: Premissas do pensamento ético de Tomás de Aquino
    https://bit.ly/3Kqdu2o

  3. Leia: O que é Tomista?
    https://bit.ly/3knZ4oN

  4. Leia: A prudência na suma de teologia de Tomás de Aquino

    https://bit.ly/3vpZL7b

  5. Leia: Predicação e Juízo em Tomás de Aquino
    https://bit.ly/3EYecTe

  6. Leia: Tomás de Aquino intérprete da tradição eudaimonista, segundo manuscrito inédito de Henrique Cláudio de Lima Vez
    https://bit.ly/3rYLQ69

  7. Leia: A virtude da dulia (honra) em Tomás de Aquino
    https://bit.ly/38wuAOH

  8. Leia: A relação entre ciência natural e cosmologia em Tomás de Aquino
    https://bit.ly/3EYCfS4

  9. Leia: Tomás de Aquino e os Direitos Humanos
    https://bit.ly/3vFf3W0

  10. Leia: A teoria do direito natural de Tomás de Aquino na filosofia do direito contemporâneo

    https://bit.ly/3LvuNQH

  11. Leia: Que fez São Tomás de Aquino Diante de Karl Marx
    https://bit.ly/3xZGlYE

  12. Para aprofundar-se: Tomas de Aquino e a filosofia
    https://bit.ly/3Krsjl6

  13. Para aprofundar-se: Da Política à Ética: O Itinerário de Santo Tomás de Aquino
    https://bit.ly/3F2kf9l

  1. Leia: Avicena, Tomás de Aquino e Duns Scot
    https://bit.ly/3vtA2es

     

  2. Leia: A matriz agostiniana e o século XIII
    https://bit.ly/3y0Yl4V

     

  3. Leia: Tomás de Aquino contra Averróis: uma defesa cosmológica da hipótese real do vacuum in natura
    https://bit.ly/3vt4dCu

     

  4. Leia: A importância e o legado de Alberto Magno na controvérsia sobre a unicidade do intelecto
    https://bit.ly/3ko0srv

     

  5. Leia: Se Tomás de Aquino é um filosofo, então assim também são os teólogos muçulmanos

    https://bit.ly/38Bdijl

     

  1. Leia: Tomás de Aquino e a metafísica
    https://bit.ly/3vq2SMw

     

  2. Leia: A metafísica da idéia em Tomás de Aquino

    https://bit.ly/3s1cwDb

     

  3. Leia: Tomás de Aquino: Pensar a metafísica   na aurora de um novo século

    https://bit.ly/3kpBBU5

     

  4. Leia: A suma de teologia de Tomás de Aquino: Uma introdução à leitura a partir dos prólogos da obra

    https://bit.ly/370Sd1A

     

  5. Leia: Metafísica Tomista do Esse

    https://bit.ly/3Lrys20

     

  6. Leia: Fundamento do universal no singular em Tomás de Aquino: natureza comum, similitude e/ou ideia?

    https://bit.ly/370SRw2

     

  7. Leia: Abstractio metafísica X Separatio em Tomás de Aquino

    https://bit.ly/3s0HWJR

     

  8. Leia: Prolegômenos da teologia natural em Tomás de Aquino: A possibilidade de um conhecimento racional de Deus
    https://bit.ly/3Kr3VQH

     

  9. Para aprofundar-se: A evolução do problema da definição da verdade nos textos de Tomás de Aquino
    https://bit.ly/3vrzl5i

  10. Para aprofundar-se: O Prêmio de ST. o Tomás de Aquino ao "Comentário à metafísica de Aristóteles".
    https://bit.ly/39qmZSm

  1. Leia: Santo Tomás de Aquino e a analogia do ser

    https://bit.ly/3Kt49GM

  2. Leia: Tomás de Aquino e os atributos divinos
    https://bit.ly/3rYX0rF

  3. Leia: Compreensão das analogias no pensamento de Tomás de Aquino
    https://bit.ly/3LsUth7

     

  4. Leia: “Uno para todos y todos para uno”: la cuestión de los universales en “el ente y la esencia” de tomás de aquino

    https://bit.ly/3LoDpbU

     

  5. Leia: Tomás de Aquino e a essência absolutamente considerada
    https://bit.ly/38wPIEw

     

  6. Leia: Tomás de Aquino: o ente e a essência como concebidos primeiro pelo intelecto
    https://bit.ly/3von0Pd

  7. Para aprofundar-se: On intellectus agens and aristotelian separate substances: Aquinas’ Waterloo
    https://bit.ly/38zEpeX

  1. Leia: Emanação e causa metafísica: Tomás de Aquino, Leitor de Platão e dos Platonici

    https://bit.ly/3MycOsY

     

  2. Leia: A noção de natureza como participação em STO. Tomás de Aquino

    https://bit.ly/38yv7zE

     

  1. Leia: Causalidade e natureza na cosmologia de Tomás de Aquino

    https://bit.ly/3LAq4O0

     

  2. Leia: Natural  philosophy  and  immateriality  in  Thomas  Aquinas
    https://bit.ly/3vOLrUR

     

  3. Leia: Sobre a prudentia e a lex naturalis em Tomás de Aquino
    https://bit.ly/3MDJ1PP


  4. Leia: A relação entre ciência natural e cosmologia em Tomás de Aquino
    https://bit.ly/3EYCfS4

     

  5. Leia: A interação entre a forma e a matéria em Tomás de Aquino e as interações do sistema cartesiano
    https://bit.ly/3LrFELF

  1. Leia: O caminho intermediário : Alguns limites do conhecimento intelectual humano, segundo Tomás de Aquino

    https://bit.ly/3vqTc4x

     

  2. Leia: Tese de compatibilidade na teoria do intelecto de Tomás de Aquino

    https://bit.ly/3kqCKe6

     

  3. Leia: A noção de indivíduo segundo Santo Tomás de Aquino

    https://bit.ly/3EZKsFN

     

  4. Leia: A pessoa humana enquanto consciência liberdade em Tomás de Aquino

    https://bit.ly/3vpNXBV

  5. Leia: La interpretación de Tomás de Aquino sobre la “visión escotópica” en Aristóteles (De Anima II 7)
    https://bit.ly/3KzskUo

     

  6. Leia: Tomas de Aquino O Y I.A Psicopatología. Contribución al conocimiento de la psiquiatría medieval 

    https://bit.ly/38zGpnt

     

  7. Assista: Palestra de lançamento do livro "Tomás de Aquino e o conhecimento de Deus" - com Jonas Madureira
    https://bit.ly/39pPCix

  8. Para aprofundar-se: O intelecto e a imaginação no conhecimento de Deus segundo Tomás de Aquino. Aristotelismo e Neoplatonismo.
    https://bit.ly/3vrFOgq

  1. Leia: A vida como martírio e a virtude da religião: São Tomás de Aquino e Kevin J. Vanhoozer em diálogo
    https://bit.ly/3vqQfkn

     

  2. Leia:  A fé e a prisão da racionalidade pura e simples
    https://bit.ly/3Kr7aaP

     

  3. Leia: Aristotle in Aquinas’s Theology

    https://bit.ly/3LrCdo8

     

  4. Leia: Thomas Aquinas

    https://bit.ly/3OJCnt6

  1. Leia: Aquinas: A Shaky Foundation
    https://bit.ly/3xYRpp1

     

  2. Leia: Scholasticism and Reformed Scholasticism at Odds with Genuine Reformational-Christian Thinking
    https://bit.ly/3y6VfMZ

     

  3. Leia: Aquinas, Calvin and Contemporary Protestant Thought

    https://bit.ly/3MCo7AG

     

  4. Leia: Como Tomás de Aquino pode ajudar os evangélicos
    https://bit.ly/3MCKBRR

     

  5. Leia: Tomás de Aquino foi o teólogo mais brilhante de todos os tempos?
    https://bit.ly/37VDAwN

     

  6. Leia: “God in himself” and “God as revealed to us”: The impact of the substance concept
    https://bit.ly/37Q07Lz

     

  7. Leia: Pancreation Lost: The Fall of Theology
    https://bit.ly/3KrCMNw

     

  8. Leia: Fides et Scientia: Indo Além da Discussão de “Fatos”
    https://bit.ly/3koHdOs

     

  9. Leia: Reason and belief in God
    https://bit.ly/3Lu4n1X

     

  10. Leia: El ser en Santo Tomás de Aquino, según Etienne Gilson 

    https://bit.ly/3EWZqvY

     

  11. Leia: Étienne Gilson leitor de Henrique de Gand

    https://bit.ly/38F2lxy

     

  12. Para aprofundar-se: The Theological Method of Thomas Aquinas: A Critique
    https://bit.ly/3vTxeGo

     

  13. Para aprofundar-se: Sobre o ponto de contato: Cornelius Van Til, Francis Schaeffer e a apologética pressuposicionalista

    https://bit.ly/36WngLP


  14. Para aprofundar-se: Persisting themata and changing paradigms: Explorations in the history of psychology
    https://bit.ly/3MAKWoj

MÓDULO 06

História da Filosofia Moderna

O nascimento da modernidade e o motivo base humanista

É inegável como o mês de Outubro é importante para muitos cristãos, pois nele comemora-se o aniversário da Reforma Protestante. Essa época do ano é marcada por vários eventos teológicos, uma enorme quantidade de livros sobre essa temática e, claro, as festividades locais. Cada uma das igrejas locais que se entendem herdeiras dos protestos iniciados por Martinho Lutero estão preparando suas formas de celebrar esse evento – cultos temáticos, corais, escola dominical, etc.

Entretanto, nessa época vemos como as pessoas têm uma imagem pequena da Reforma. Prova disso é o tratamento estritamente religioso que é dado não apenas à data, mas a todo o universo de assuntos que giram em torno dela. É difícil fazer com que um colega de trabalho no laboratório, um companheiro de escritório ou mesmo um cidadão comum celebrem conosco as implicações que a Reforma trouxe para a ciência, a economia e a política. Mesmo que em muitas áreas culturais do Ocidente contemporâneo ainda sejam nutridas pelas conquistas da Reforma, somente se você for membro de uma comunidade evangélica que julgue alto o valor da teologia reformada para sua identidade comunitária, você ouvirá sobre o aniversário do Protestantismo. Em síntese, a Reforma é para um grupo muito específico do tecido social.

Talvez não exista nada mais distante do que a forma de vida que foi redescoberta pelos Reformadores. Para muito além dos assuntos teológicos, eles estavam envolvidos em controvérsias culturais, econômicas, artísticas, científicas, jurídicas, políticas e assim por diante. Tudo isso precisa fazer com que cada um de nós se lembre de que a Reforma não é só um rótulo teológico para a igreja. Precisamos de reforma espiritual em todas as áreas. Nesse sentido, recolocá-la no interior das discussões filosóficas e teológicas em que estava inseridas um ou dois séculos anteriores a ela mesma pode nos ajudar a entender suas dimensões — suas raízes.

A tese que iremos explorar nesse mês de junho é que as raízes da modernidade se estendem ao final do século 13 com suas discussões, desafios e heranças para os reformadores lideram.

  1. Uma nova história da Filosofia ocidental - Anthony Kenny (Edições Loyola)

    Vol. 3 - páginas 19-152, 184-192, 214-217, 238-250, 286-290 e 342-368

     

  2. Filosofia: Idade Moderna - Giovanni Reale e Dario Antiseri (Editora Paulus) 

    Páginas 7-106; 251-308; 321-350; 471-556; 587-610; 759-832 e 871-972

     

  3. História da Filosofia Ocidental: Livro 3 (A Filosofia Moderna) - Bertrand Russell (Editora Nova Fronteira)

    Páginas 11-76; 91-118; 211-230; 261-310

     

  4. História do Pensamento Ocidental - Bertrand Russell (Editora Nova Fronteira)

    Páginas 270-341 e 371-419

Guia de Estudos

Assista, ouça e leia cada uma das referências abaixo na sequência em que são apresentadas. Elas estão organizadas em relação à ordem das aulas disponíveis nos Programas de Tutoria e no Loop.

  1. Leia: Resenha: O Pensamento da Reforma
    https://bit.ly/39hxhEz

     

  2. Leia: Resenha: Uma  era  secular
    https://bit.ly/3xjk7ib

     

  3. Leia: Resenha: “A Era Secular” – Charles Taylor
    https://bit.ly/3xfeBNB

     

  4. Leia: Resenha: Autoridade Bíblica Pós-Reforma (Kevin J. Vanhoozer)

    https://bit.ly/3NC1NIj

  1. Leia: A filosofia de Henrique Cláudio de Lima Vaz
    https://bit.ly/3QcbGOD

     

  2. Leia: NFGM, the Nature-Freedom Ground-Motive

    https://bit.ly/3H7iVTz

     

  3. Leia: Philosophy of the Cosmonimic Idea: Herman Dooyeweerd's Political And Legal Thought
    https://bit.ly/3H6K1KF

     

  4. Leia: A Ética Filosófica De Henrique Cláudio De Lima Vaz

    https://bit.ly/3QmOGN1

     

  5. Leia: Uma Leitura Filosófica da Cultura a Partir do Pensamento de H. C. Lima Vaz
    https://bit.ly/3zodcan

     

  6. Leia: O Pensamento do Padre Lima Vaz no Contexto da Filosofia Contemporânea no Brasil
    https://bit.ly/3H2glyp

     

  7. Leia: Dooyrweerd’s theory of religious ground motives: A few implications for christian philosophy and scholarship
    https://bit.ly/3zrpwXw

     

  8. Para aprofundar-se: The Development of Herman Dooyeweerd's Concept of Rights

    https://bit.ly/3xy7lxO

     

  1. Leia: Na era secular, a fé não morrerá. Entrevista com Charles Taylor

    https://bit.ly/3Nyzb2z

     

  2. Leia: Three Meanings of ‘Secular’
    https://bit.ly/3NBGHJU

     

  3. Leia: Uma  era  secular
    https://bit.ly/3xjk7ib

     

  4. Leia: Charles Taylor e o desafio dos cristãos em uma era secular
    https://bit.ly/3Q7AZRH

     

  5. Leia: A secularização no pensamento de Charles Taylor: uma análise de resultado de pesquisa
    https://bit.ly/3MxmFz8

     

  6. Leia: Recognition, religion and secularism in Charles Taylor
    https://bit.ly/3MwSK9Z

     

  7. Leia: Artigo bibliográfico após a (antropologia/sociologia da) religião, ou secularismo?
    https://bit.ly/3MzTYBA

  1. Assista: É possível afirmar que o secularismo é uma grande síntese de tudo que foi feito até agora?
    https://youtu.be/2aqXYOd0AeA

  2. Leia: Modernidade, Protestantismo e Secularização
    https://periodicos.ufpb.br/index.php/problemata/article/view/41250/20771

  3. Leia: O tema da liberdade do cristão em Lutero e sua influência em Karl Löwith e no idealismo italiano do século XX
    https://periodicos.unb.br/index.php/fmc/article/view/12607/11019

  4. Leia: História e tradição: elementos sobre crítica e continuidade na filosofia da história
    https://bit.ly/3H5LUHE

  5. Leia: Política e secularização em Carl Schmitt
    https://bit.ly/3mzF3wK

  6. Leia: Secularização como em Carl Schmitt, teologia política e secularização
    https://bit.ly/3tq1hoq

  7. Leia: Secularização como embate político e teológico: apontamentos a partir da contraposição entre Carl Schmitt e Ernst Kantorowicz
    https://bit.ly/3Mv1FZK

  8. Leia: Uma catequese para uma era secular | Timothy Keller e James K. A. Smith
    https://bit.ly/3mzqWau

  9. Leia: Pregando Cristo à cultura | Timothy Keller
    https://bit.ly/3NGGTI6

  10. Leia: Reconsiderando a “Religião Civil” | James K. A. Smith
    https://bit.ly/3muVD0z

  11. Leia: Neocalvinismo: a resposta para jovens reformados inquietos? | Collin Hansen
    https://bit.ly/3HawFwQ

  12. Leia: An Interview with James K. A. Smith on How (Not) to Be Secular and How (to) Read Charles Taylor
    https://bit.ly/3QbFhHS

  13. Leia: How (Not) to Be Secular
    https://bit.ly/3zuqvGe

  14. Leia: Hope in Our Secular Age
    https://bit.ly/3Qawy8M

  15. Para aprofundar-se: O sentido da história em Karl LÖWITH: Escatologia, progresso e secularização na obra O Sentido da História
    https://repositorio.unb.br/bitstream/10482/36809/1/2019_LucianoBrazNeri.pdf

  1. Assista: Qual seria a marca do pensamento moderno que tornaria possível rastrear seus vestígios na cultura?
    https://youtu.be/84ITasZ_ALw

     

  2. Leia: Raízes do pensamento moderno: a importância da transição da Baixa Idade Média para o Renascimento
    https://bit.ly/3O2QgBn

     

  3. Leia: A Reforma Protestante foi uma tragédia? | Gerald Bray
    https://bit.ly/39kaRmb

     

  4. Leia: Blaming the Reformation for Secularism?
    https://bit.ly/3MxLyKR

     

  5. Leia: Did Luther Really Cause Secularism?
    https://bit.ly/3mx54wx

     

  6. Leia: The Unintended Reformation
    https://bit.ly/3NF65i7

     

  7. Leia: Attacks on Scriptural Perspecuity and the Failure of the Papacy
    https://bit.ly/3aHLdYO

     

  8. Leia: Stop Blaming the Reformation
    https://bit.ly/3NGKeXE

     

  9. Para aprofundar-se: Scholastic Theology
    https://bit.ly/3kqyuLC

     

  10. Para aprofundar-se: The Theological Origins of Modernity
    https://bit.ly/3MvB5Qh

  1. Leia: Rémi Brague em Lisboa: A Europa é um aqueduto

    https://bit.ly/39cs6py

     

  2. Leia: Europa e cristianismo. Artigo de Rémi Brague
    https://bit.ly/3aCTrS1

     

  3. Leia: Os evangélicos: romanos ou bárbaros?
    https://bit.ly/3zsMwFd

     

  4. Leia: Latinidade: performance lexical e semântica de um conceito político
    https://bit.ly/3xhRMZQ

     

  5. Para aprofundar-se: Unum ovile et unus pastor: O poder do papado, de Inocêncio III (1198-1216), no IV concílio de Latrão (1215)
    https://bit.ly/3xCRe2c

  6. Para aprofundar-se: Raízes medievais do Estado moderno: A contribuição da Reforma Gregoriana
    https://bit.ly/3xAArN1

  1. Leia: Apogeu e crise de uma época: As universidades medievais
    https://bit.ly/3O14CSY

     

  2. Leia: O intelectual da Idade Média Central: escolástico, urbano, universitário e humanizado – uma aproximação histórica dos estudos no século XIII
    https://bit.ly/3xp1Wbg

     

  3. Leia: A historigrafia da filosofia medieval, a forma teocrática de governo e o humanismo do século XIII: Considerações a partir de Walter Ullmann
    https://bit.ly/3NCYWie

     

  4. Leia: A Escolástica – considerações sobre sua unidade e diversidade interna The Scholasticism – considerations about your internal unity and diversity
    https://bit.ly/3mzW6OY

     

  5. Leia: A  condenação  de  1277,  editada por  Étienne  Tempier,  foi  o  marco  inaugural  da  ciência moderna?
    https://bit.ly/3xB9o4d

     

  6. Para aprofundar-se: Pe. Henrique Vaz, um Filósofo Cristão
    https://bit.ly/3aIJlPI

     

  7. Para aprofundar-se: A ciência medieval e a condenação parisiense de 1277
    https://bit.ly/3HaEhPW

  1. Assista: Como diferenciar a passagem da ontologia da essência para a ontologia da existência?
    https://youtu.be/x-4tHzdMoS4

     

  2. Leia: Sobre a vida e a obra de Duns Scotus
    https://bit.ly/3HbTnVI

     

  3. Leia: A emergência do singular no pensamento de João Duns Scotus
    https://bit.ly/3mDUsfb

     

  4. Leia: Duns escoto e a verdade nas coisas: um estudo de “questões sobre a metafísica” vi, q.3
    https://bit.ly/3NBcTNN

     

  5. Leia: A intelecção intuitiva em João Duns Escoto
    https://bit.ly/3NDsbBz

     

  6. Leia: Metafísica e ética em Duns Scotus

    https://bit.ly/3aJ0wQU

     

  7. Leia: O problema da individuação em Duns Scotus: Uma introdução
    https://bit.ly/3MBRp1J

     

  8. Leia:  Univocidade do ser e eterno retorno
    https://bit.ly/3xClwBO 

     

  9. Leia: The Scientia Transcendens in John Duns Scotus:
    Introductory Notes of the First Franciscan School in Paris

    https://bit.ly/3mvefO0

     

  10. Leia: A teoria da contingência do instante de tempo presente em Duns Scotus
    https://bit.ly/3NBvsRR

     

  11. Leia: Univocidade e predicação no século XIV: João Duns Scotus e Pedro Thomae
    https://bit.ly/3mvlpBQ

     

  12. Leia: The Scientia Transcendens in John Duns Scotus:

    Introductory Notes of the First Franciscan School in Paris

    https://bit.ly/3mvefO0 

     

  13. Leia: João Duns Escoto, O. Min. (1266-1308):
    Sobre a origem da Propriedade e da Autoridade Secular
    https://bit.ly/396bTlw

     

  14. Leia: João Duns scotus sobre a escravidão
    https://bit.ly/3aKhLRT

  1. Leia: A bula Unam Sanctam de Bonifácio VIII no contexto da disputa pelo poder político no final da idade média
    https://bit.ly/3H5W0bo

     

  2. Leia: Considerações sobre os conceitos de ecclesia e dominium à luz da canonização de homobono de cremona (1198) por inocêncio III https://bit.ly/3Oa4noR

     

  3. Leia: Inocêncio III (1216–2016): oitocentos anos na história e reflexões sobre a Cruzada Albigense
    https://bit.ly/3mA0nlu

     

  4. Leia: A disputa entre o papa Bonifácio VIII e o rei Filipe IV 

    no final do século XIII

    https://bit.ly/3xCWOBG

     

  5. Leia: Bonifácio VIII ― símbolo do papado corrupto. Henrique VII― símbolo do Império virtuoso
    https://bit.ly/3mz00YE

  6. Leia: O papado avinhonense e os poderes civis: as décadas de 30 e de 40 do século XIV a partir de três obras de Guilherme de Ockham
    https://bit.ly/3MDt63z

  1. Leia: O esvaziamento metafísico nas artes e a filosofia de Guilherme Ockham
    https://bit.ly/3H6btbm

     

  2. Leia: Guilherme de Ockham e a perplexidade dos platônicos
    https://bit.ly/3mzDKh4

     

  3. Leia: Ockham e a função da abstração

    https://bit.ly/3MAHVE3

     

  4. Leia: A liberdade em Guilherme de Ockham: aspectos filosóficos, teológicos e políticos
    https://bit.ly/3NwuxC9

     

  5. Leia: Entre Aristóteles e a fé: Guilherme de Ockham e a determinação da verdade nas proposições sobre o futuro contingente
    https://bit.ly/3H6NF7g

     

  6. Leia: Guilherme de Ockham e os poderes causais das cognições intuitivas

    https://bit.ly/39awhlI

     

  7. Leia: Guilherme de Ockham: Conhecimento, singular e primum cognitum
    https://bit.ly/3O6ntfu

     

  8. Leia: O nominalismo de Guilherme de Ockham: Ontologia e semântica

    https://bit.ly/3zpsDiw

     

  9. Leia: A relação entre suppositio e significativo na summa logica e de Guilherme de Ockham
    https://bit.ly/3aRiLUx

     

  10. Leia: Sobre algumas interpretações das relações entre a filosofia ockhamiana e a física dos modernos
    https://bit.ly/3MDv43X

     

  11. Leia: Guilherme de Ockham o conhecimento, sujeito e a linguagem
    https://bit.ly/3tnR8sI

     

  12. Leia: Do método de investigação de Ockham ao pensamento científico moderno From Ockham's research method to modern scientific thinking
    https://bit.ly/3MxWuYV

  1. Leia: Sobre arminianismo, calvinismo e o uso da história do pensamento cristão
    https://bit.ly/3xAZZJU

     

  2. Leia: La estructura formal del «De causa Dei» de Thomas Bradwardine
    https://bit.ly/3zuRdPa

     

  3. Leia: Libertad y necesidad en Thomas Bradwardine
    https://bit.ly/3Q9ubD7

     

  4. Leia: El enfoque franciscano y la ciencia. De la Escolástica Tardía a la vía moderna
    https://bit.ly/3xllDAu

  5. Leia: Truths ancient and modern
    https://bit.ly/3O5Cdet

  1. Leia: Wycliffe, Hus e Savonarola, vozes que prepararam o caminho da reforma protestante.
    https://bit.ly/3xliAbs

     

  2. Leia: Uma biografia de john huss
    https://bit.ly/3MC2900

     

  3. Leia: A reforma protestante do século XVI
    https://bit.ly/3aD46Mx

     

  4. Leia: Experiencia Religiosa y Conocimiento de Dios: de John Wycliffe a Nicolás de Cusa / Religious Experience and Knowledge of God: From John Wycliffe to Nicholas of Cusa

    https://bit.ly/3Q9v2Ul

  5. Para aprofundar-se: As Obras Inglesas de John Wycliffe inseridas no contexto religioso de sua época
    https://bit.ly/3OmQ4NR

  1. Leia: Mestre Eckhart: Deus se faz presente enquanto ausência de imagens e de privilégios
    https://bit.ly/3NG9KMo

  2. Leia: Milenarista ao avesso, místico “em termos”: o caso de Meister Eckhart
    https://bit.ly/3mxHYWx

  3. Leia: Mestre Eckhart: Uma mística sem adjetivos
    https://bit.ly/3xzaNIn

  4. Leia: Meister Eckhart leitor do "Liber de Causis"
    https://bit.ly/3QaI6Ja

  5. Leia: Mestre Eckhart: misticismo ou “aristotelismo ético”?
    https://bit.ly/3xmuSk9 

  6. Leia: Mestre Eckhart: misticismo ou “aristotelismo ético”?
    https://bit.ly/3NBlBvt

  7. Leia: Meister Eckhart e a gnose mística
    https://www.ihu.unisinos.br/categorias/160-cepat/608279-mestre-eckhart-deus-se-faz-presente-enquanto-ausencia-de-imagens-e-de-privilegios

  8. Leia: O estatuto da vida contemplativa e ativa na mística especulativa de Mestre Eckhart com base no Sermão 86, a excelência de Marta sobre Maria
    https://bit.ly/398dmb3

  9. Leia: O Uno e o Ser no Pensamento de Meister Eckhart
    https://bit.ly/3NB9NsN

  10. Leia: A distinção entre vontade própria e desprendimento em Mestre Eckhart
    https://bit.ly/3xhIhKe

  11. Leia: Condenação de Mestre Eckhart apresentação e tradução da bula papal in agro dominico
    https://bit.ly/3H6kXU0

  1. Leia: Erasm of Rotterdam and the Humanistic Education

    https://bit.ly/3H99bZ1

  2. Leia: Erasmo de Rotterdam e o Ciceronianus (1528): A retórica e a exegese no contexto do século XVI
    https://periodicos.pucpr.br/aurora/article/view/2179/2098

  3. Leia: Erasmo de Rotterdam no debate entre o humanismo, a escolástica e a reforma
    https://bit.ly/3tlWzIz

  4. Leia: O De Ratione Studii (ou Plano de Estudos), de Erasmo de Rotterdam
    https://bit.ly/3H62Gq9

  5. Leia: Erasmus’s Epicurism
    https://bit.ly/3xxeDls

  6. Leia: Elogios da Razão: Erasmo e a paz incondicional
    https://bit.ly/3xKnwZb

  7. Leia: A composição do ethos na retórica epistolar:
    Entre Erasmo de Roterdã e francisco Rodrigues Lobo
    https://bit.ly/3H5XYZq

  8. Leia: A renovação do currículo humanista por Erasmo de Rotterdam
    https://bit.ly/3mQstJH

  9. Leia: O livre-arbítrio, o servo-arbítrio e a presciência divina
    https://bit.ly/397Kpw1

  1. Leia: Lutero. Reformador da Teologia
    https://bit.ly/3MAAPzw

  2. Leia: Martinho Lutero, um destino
    https://bit.ly/3Q9vXUX

  3. Leia: Lutero e a crítica teológica à definição filosófica tradicional do homem: Uma leitura das três primeiras teses da Disputatio de Homine(1536)
    https://periodicos.unb.br/index.php/fmc/article/view/12587/11003

  4. Leia: Lutero e a Cruz. Raízes, chave hermenêutica e posteridade de um tema teológico
    https://bit.ly/3H6Zzhs

  5. Leia: No fundo do mundo está a Palavra: Martinho Lutero por Michael Laffin
    https://bit.ly/3MASS8D

  6. Leia: Lutero e Agostinho

    https://bit.ly/3NBrQPV

  7. Leia: Estado e educação em Martinho Lutero: A origem do direito à educação
    https://bit.ly/3mwo8uL

  8. Leia: As concepções educacionais de Martinho Lutero
    https://bit.ly/3zsYqin

  9. Leia: A questão da educação na obra de Martinho Lutero
    https://bit.ly/3xKXpRB

     

  10. Leia: A educação e a revolução social de Martinho Lutero
    https://bit.ly/3mL8qMB

  1. Assista: Qual o papel do imaginário e da imaginação no combate do desencantamento do mundo?
    https://youtu.be/HqzGYzy4KTQ

  2. Assista: Qual o papel do imaginário e da imaginação no re-encantamento do mundo?
    https://youtu.be/-FH4xUM67c4

  3. Leia: A questão da educação na obra de Martinho Lutero
    https://bit.ly/3Q5aRqC

  4. Leia: Disputação acerca do Homem
    https://periodicos.unb.br/index.php/fmc/article/view/12615/11026

  5. Leia: Religião e cultura: um diálogo teológico sobre a Reforma protestante a partir de Martinho Lutero e Paul Tillich
    https://bit.ly/3QemOKT

  6. Leia: Lutero, um discípulo de Santo Agostinho?
    https://periodicos.ufpb.br/index.php/arf/article/view/43719/21747

  7. Leia: Sola fide – A compreensão de Martinho Lutero sobre a fé na epístola aos Romanos
    https://bit.ly/39kLSyX

  8. Leia: Qual era a opinião de Lutero sobre Aristóteles?
    https://bit.ly/3aJhcru

  9. Leia: No fundo do mundo está a Palavra: Martinho Lutero por Michael Laffin
    https://bit.ly/3MASS8D

MÓDULO 07

Jonathan Edwards como Filósofo

Filosofia e a glória de Deus como criador

Disponível a partir de 04 de julho de 2022.

MÓDULO 08

Thomas Reid e o Senso Comum

A maturidade do ceticismo moderno e a demonstração de seus limites

Disponível a partir de 01 de agosto de 2022.

MÓDULO 09

O Existencialismo de Søren Kierkegaard

A existência autêntica diante do ocaso da cultura moderna

Disponível a partir de 05 de setembro de 2022.

MÓDULO 10

História da Filosofia Contemporânea

As luzes e a escuridão dos nossos tempos

Disponível a partir de 03 de outubro de 2022.

MÓDULO 11

A Filosofia de Herman Dooyeweerd

Filosofando Coram Deo

Disponível a partir de 07 de novembro de 2022.

MÓDULO 12

Crença e Conhecimento em Plantinga

Distinguindo as duas coisas

Disponível a partir de 05 de dezembro de 2022.